quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Remédios - Miscelânia

CORISTINA - D
Dexclorfeniramina 1mg
Fenilefrina 10mg
Cafeína 30mg
AAS 400mg
Observações:
- não usar em:- RN e prematuros
- glaucoma de ângulo fechado
- retenção urinária
- HAS (grave)
- doença coronariana (grave)
- hipertireoidismo
- não usar em pacientes que usam medicação IMAO.
Dose:
- ADULTOS e maiores de 12 anos: 1 comprimido até de 4/4 horas (máximo de 4 comp./dia)
- 6 a 12 anos: - 1 comprimido até de 8/8 horas (máximo de 2 comp./dia)
Efeitos adversos:
- boca, nariz e garganta seca
- zumbidos (pelo AAS)
- efeitos simpaticomiméticos: - sonolência, depressão do SNC, inquietação, ansiedade, tremores, vertigens, tonturas; rubor, palidez, sudorese, calafrios; náuseas, vômitos; cãibras; poliúria, retenção urinária; aumento da PA, dor anginosa, arritmias.

ESSEDIN gripe
[cápsulas com paracetamol, clorfeniramina, fenilefrina ?]

SETUX expectorante e suspensão [receituário de controle especial - 2 vias]
SETUX expectorante: codeína, guaiacolato de glicerina, feniltoxolamina
SETUX suspensão: codeína, feniltoxolamina,

DIFENIDRAMINA (Benadryl, Notuss)
-[BENADRYL: xarope: 5ml (uma colher das de chá)
- citrato de sódio - 56,25mg
- cloreto de amônio 50mg
- difenidramina - 12,5mg
- mentol - 10mg ]
- (usado também no Parkinson (ver PARKINSON) 25mg 3x/dia (até 50mg 4x/dia)
- [NOTUSS: xarope adulto e pediátrico: difenidramina, dropropizina, paracetamol
- adulto - pediátrico
- paracetamol - 50mg - 12mg
- difenidramina - 3mg - 1,5mg - anti-histamínico, anticolinérgico
- pseudoefedrina - 3mg - 1,5mg - vasoconstritor (descongest.)
- dropropizina - 3mg - 1,5mg - sedativo de ação perif.+miorrelaxante]
Contra-indicações:
- não usar em pacientes que estejam tomando inibidores da MAO. (risco de crise hipertensiva)
- [esperar 14 dias após o término da terapia com IMAO para iniciar uso do NOTUSS]
- cuidado com associação a medicamentos sedativos.
Ação: *anti-histamínico, *antitussígeno
Dose:
- ADULTOS (maiores de 12 anos): 15ml 12/12 horas.
- CRIANÇAS (de 6 a 12 anos): 5ml 3 a 4 x/dia
- CRIANÇAS (de 2 a 6 anos): 2,5ml 3 a 4 x/dia.
Efeitos adversos:
- sedação
- nervosismo, tontura, insônia

BUTAMIRATO (Besedan) (antitussígeno)
[xarope de 10mg/5ml; gotas de 10mg/ml (20 gotas)]
Ação: *antitussígeno

MIO-CITALGAN
- tiamina - 50mg
- piridoxina - 100mg
- cianocobalamina - 1mg - 2 a 3 x/dia - VO (comprimidos)
- paracetamol - 325mg
- carisoprodol - 150mg
- cafeína - 30mg

CITONEURIN (CITONEURIN e CITONEURIN 5000)
[drágeas de 5000 e ampolas de 1000 e 5000]
COMPRIMIDO:- tiamina (B1) - 100mg
- piridoxina (B6) - 200mg
- cianocobalamina (B12) - 50 ou 5000µg
- dose: - CITONEURIN: - 1 a 2 drágeas, 3 x/dia
- CITONEURIN 5000: - 1 drágea, 2 a 4 x/dia
- interações:
- salicilatos, colchicina, aminoglicosídeos, cloranfenicol, anticonvulsivantes e suplementos de potássio, podem diminuir a absorção intestinal da vitamina B12.
AMPOLA: - "1000":- tiamina - 100mg
- piridoxina - 100mg
- cianocobalamina - 1000µg
- "5000":- tiamina - 100mg
- piridoxina - 100mg
- cianocobalamina - 1000µg
- dose: 1 ampola, diariamente ou 2/2 dias ou 3/3 dias
- interações:
- salicilatos, colchicina, aminoglicosídeos, cloranfenicol, anticonvulsivantes e suplementos de potássio, podem diminuir a absorção intestinal da vitamina B12.

FLORATIL (antidiarréico)
[cápsulas de 100mg; PEDIÁTRICO: envelopes de 1g com 200mg de Saccharomyces boulardii]
Ação: antidiarréico profilático e terapêutico; restaurador da flora intestinal fisiológica
Dose:
- ADULTO: - diarréia aguda: 2 cápsulas 2x/dia
- diarréia crônica: 1 cápsula 1x/dia (também usado na prevenção das diarréias que podem ser induzidas por antibioticoterapia).
- CRIANÇAS: diarréia aguda: 1 envelope 2x/dia
- diarréia crônica: 1 envelope 1x/dia
- Obs: - o conteúdo dos envelopes deve ser misturado a pequenas quantidades de líquidos ou alimentos semi-sólidos, não quentes nem gelados.
- usar por 2 a 3 dias.
- tomar em jejum ou 30 minutos antes das refeições.
- não misturar com bebidas alcoólicas.
- não misturar com fungicidas. (inativa o produto)

TAMARIL, TAMARINE (constipação)
Contém: - (TAMARINE cápsulas) - (TAMARINE líquido; TAMARIL cápaulas e líquido)
- Sena - 240mg - 400mg
- Cassia fistula - 11,7mg - 19,5mg
- Tamarindus indica - 11,7mg - 19,5mg
- Coriandrum sativum 5,4mg - 9,0mg
Ação: constipação
Dose:
- ADULTO: 1 a 2 cápsulas após a última refeição; ou 1 colher das de chá (colher medida).
- CRIANÇAS: (maiores de 8 anos): 1 cápsula após a última refeição; ou 1 colher das de café.
- (entre 2 e 8 anos): ½ colher das de café, a noite.
Contra-indicações: retocolites e Doença de Crohn.

HYDERGINE
(diidroergocornina, diidroergocriptina, diidroergocristina)
[Hydergine: cápsulas de 1mg; gotas de 1mg/ml (27gts)
Hydergine SRO: cápsulas de 6mg (liberação lenta)]

XYLOPROCT
[lidocaína, hidrocortisona, óxido de zinco] (ver também RUTINA)
Uso: aplicar várias vezes por dia; não mais que 3 semanas.
- [ver tromboflebites em CONDUTAS CLÍNICAS]
VENOCUR TRIPLEX (rutina)
[drágeas com: rutina 300mg; castanha da Índia 100mg e miroton 150 UC]
Ação: distúrbios circulatórios como varizes, hemorróidas e tromboflebites.
Dose: 1 a 2 drágeas após as refeições.
- [ver tromboflebites em CONDUTAS CLÍNICAS]

NICOTINA
NICOLAN: caixa com 8 adesivos de 15 e 30mg cada.
NICOTINELL TTS: caixa com 28 discos (TTS-10, TTS-20, TTS-30)
NIQUITIN: chicletes
Indicações:
Quem fuma mais de 15 cigarros por dia,
Fuma o 1° cigarro até 60 minutos após acordar.
Teve sintomas de abstinência nas tentativas anteriores.
Não estar grávida e querer parar de fumar.
Uso:
Aplicar logo de manhã cedo em região livre de pelos (absorção de 0,9mg de nicotina por hora). 1 disco a cada 24 horas.
Alternar locais de aplicação para evitar prurido e/ou edema local.
Usar diariamente, em média por 4 semanas. (não mais de 12 semanas).
Usar preferencialmente os adesivos de 30mg (diminuir a dose à metade apenas se houver efeitos adversos ou náuseas).
Pode ser suspenso abruptamente.
SE O DESEJO DE FUMAR FOR INTENSO (ou houver sintomas de abstinência como ansiedade, inquietude, irritação, agressividade, depressão, diminuição da atenção e concentração): usar NICOGOM (chicletes de 2mg de nicotina). Mascar um pouco e deixar o chiclete entre a bochecha e a gengiva.

ZYBAN (Bupropiona 150mg) (tratamento do tabagismo sem o uso de nicotina)
[caixa com 60 comprimidos]
Ação: antidepressivo
Dose: 1 comprimido 2x/dia (tratamento de 1 mês)
PASALIX, CALMAN
[drágea: passiflora incarnata 100mg, crataegus oxicantha 30mg, salix alba 100mg]
[cada 5ml: passiflora incarnata 0,5ml; crataegus oxicantha 0,35ml; salix alba 25mg]
Ação: *ansiolítico
Dose:
ADULTOS: 1 a 2 drágeas (ou 3 a 4 colheres medida = 15 a 20ml) 1 a 2 vezes por dia.
CRIANÇAS: - lactente: ½ colher medida (2,5ml) 1 a 2 vezes por dia
- 2 a 5 anos: 1 colher medida (5ml) 1 a 2 vezes por dia
- maiores de 5 anos: 2 colheres medida (10ml) 1 a 2 vezes por dia

SERENUS
[drágea: passiflora incarnata 75mg; crataegus oxycantha 60mg; adonis vernalis 50mg]
Ação: *ansiolítico
Dose:
ADULTOS: 1 a 4 drágeas 1 a 2 vezes por dia
CRIANÇAS: 1 a 2 drágeas 1 a 2 vezes por dia
Efeitos adversos: pode dar diarréia.
Antidepressivo formulado
- KAWA - KAWA 30% - 200mg -
- HYPERICUM PERFORATUM - 170mg - 1 a 3 x/dia
- VALERIANA OFFICINALIS - 150mg -

VALERIANE
[drágeas com extrato seco de Valeriana officinalis 50mg]
Ação: *ansiolítico
Dose: - ADULTO: 1 a 2 drágeas 3x/dia por 21 dias. Depois, 1 drágea 2x/dia.
- CRIANÇAS maiores de 10 anos: 1 drágea 2x/dia.
- CRIANÇAS menores de 10 anos: 1 drágea/dia.
IPERISAN (caixa c/ 20 comp), HIPEREX (caixa c/ 50 comp), FIOTAN, EMOTIVAL
[comprimidos revestidos , ou drágeas, de 300mg de Hypericum perforatum]
[HYPERATIV (do lab. BIONATUS) cx. C/50cps de Hypericum]
Ação: antidepressivo (semelhante à IMIPRAMINA 25mg)
Dose: 1 a 3 x/dia (ou 3 drágeas em dose única / dia)
Efeitos adversos:
- possível fotossensibilização em pessoas de pele clara.
- raramente efeitos gastrointestinais, alergias, cansaço e agitação.
Observações:
- resposta terapêutica após a 2ª semana de tratamento.
- o tratamento deve prolongar-se por 4 meses após a remissão dos sintomas.
- uso para adultos.
- evitar usar durante gestação e lactação.
- medicação sem restrições para cadiopatas (com distúrbio de ritmo) que não podem usar antidepressivos tricíclicos.

MALVATRICIN spray
[quinosol, tirotricina, lidocaína (4mg), hidrolato de malva]
Ação:- antisséptico, descongestionante e anestésico nos processos inflamatórios da boca e garganta.
- bacteriostático, diminuindo a presença de bactérias Gram (+) (estrepto, estafilo e pneumo)
(útil nos pequenos procedimentos cirúrgicos e odontológicos da boca e garganta)
Dose:
Adultos e crianças acima de 6 anos: 4 a 6 pulverizações/dia na área afetada.

DIAZEPAM (Valium, Diazepam, Dienpax, Kiatrium, Calmociteno, Noan, Compaz, Ansilive)
[comprimidos de 5 e 10mg; ampolas de 10mg/2ml]
Ação: *antiepiléptico, *miorrelaxante, *hipnótico-sedativo
Dose: - menores de 25kg: 0,3mg/kg EV
- maiores de 25kg: 10mg EV [0,12 a 0,8mg(1mg) /kg/dia]
STATUS DE MAL EPILÉPTICO:
0,017mg/kg/minuto (0,01 a 0,03mg/kg/minuto) em infusão contínua EV.

TIOPENTAL SÓDICO (no controle de crises convulsivas em ambiente de UTI)
DOSE DE ATAQUE: 1mg/kg em bolo, diluído em SF (3 a 5mg/kg/dose)
MANUTENÇÃO: 10µg/kg/minuto (ir elevando a dose, se necessário, até o controle clínico das crises, a cada 30 a 60 minutos, máximo de 120µg/kg/minuto, retirando gradualmente após o mínimo de 6 horas de controle das crises)

FENOBARBITAL (Fenobarbital, Gardenal, Edhanol)
[comprimidos de 50 e 100mg; líquido: 1mg = 1gota]
Ação: *antiepiléptico
Dose: - 2 a 8mg/kg/dia (em adultos: 30 a 180mg (média: 100mg)) [níveis séricos: 20 a 40µg/ml]
- FENOBARBITAL SÓDICO (no controle de crises convulsivas): 15 a 20mg/kg, EV
- (no período neonatal, além da dose de ataque, pode ser feito 5mg/kg até parar a crise ou um total de 40mg/kg)
Observações
- o FENOBARBITAL diminui os níveis séricos do VPA, CBZ, cloranfenicol, clorpromazina e teofilina.
- o FENOBARBITAL tanto pode aumentar como diminuir os níveis séricos da PHT. Por sua vez, a PHT pode tanto diminuir como aumentar os níveis séricos do PB.
- o Cloranfenicol pode aumentar os níveis séricos do PB.
- o PB afeta contraceptivos orais aumentando o metabolismo do etinilestradiol e levonorgestrel através da indução das enzimas hepáticas. A dose inicial do contraceptivo oral deverá conter o equivalente a 50µg de etinilestradiol.
Efeitos adversos:
Reações cutâneas (inclusive Steven Johnson), acne, insuficiência hepática, agranulocitose.

BARBEXACLONA (Maliasin)
[drágeas de 25 e 100mg (60mg de fenilbarbitúrico)]
Ação: *antiepiléptico
Dose: 5 a 8mg/kg/dia
- lactentes: 25 a 50mg/dia (máximo de 100mg)
- 1 a 2 anos: 50 a 100mg/dia (máximo de 150mg)
- 2 a 5 anos: 100 a 200mg/dia (máximo de 250mg)
- 5 a 12 anos: 200 a 400mg/dia (máximo de 800mg)
- maiores de 12 anos: 200 a 400mg/dia (máximo de 800mg)

FENITOÍNA (Hidantal, Epelin, Fenitoína)
[comprimidos de 100mg; líquido (Epelin): 100mg/5ml; líquido (Fenitoína solução oral a 2,5%): 25mg/ml; ampolas (Hidantal): 250mg/5ml]
Ação: *antiepiléptico
Dose: - HIDANTALIZAÇÃO: - até 50kg: - 17 a 20mg/kg/24 horas
- (podem ser aplicadas 2 doses extras de 5mg/kg)
- mais de 50kg: - 1000mg/24 horas
- (velocidade máxima de infusão: 50mg/min no adulto e 1mg/kg/min. Nas crianças)
- MANUTENÇÃO: - 5 a 8 (10)mg/kg/dia [níveis séricos: 10 a 20µg/ml]
- (adultos: 300 a 600mg (média: 300mg))
Observações:
- a vigabatrina reduz os níveis séricos da PHT.
- a PHT diminui os níveis séricos do VPA, CBZ, LTG, anticoagulantes, corticóides, contraceptivos orais (ver PB), teofilina e cloranfenicol.
- a PHT pode diminuir os níveis séricos dos implantes de levonorgestrel (Norplant) aumentando o risco de gestações indesejadas. Nestes casos seria prudente usar métodos de barreira concomitantemente.
- os níveis de PHT aumentam com sulfonamidas, fluconazol, cimetidina, fenilbutasona e fluoxetina.
- a PHT tanto aumenta como diminui os níveis séricos do PB.
- o VPA reduz a concentração total de PHT mas aumenta a fração livre (da PHT).
Efeitos adversos:
- dose dependentes: nistagmo, ataxia.
- tóxicos: reações cutâneas (acne, hiperplasia gengival, hirsutismo); agressividade; sedação; depressão.
- idiossincrásicos: insuficiência hepática, anemia aplástica, agranulocitose, reação semelhante ao Lupus Eritematoso Sistêmico, hiperglicemia.

CARBAMAZEPINA (Tegretol) (síndrome das pernas inquietas)
[comprimidos de 200 e 400mg; líquido (suspensão oral a 2%): 100mg/5ml]
[parece que já existem embalagens com 60 comprimidos de 200mg]
Ação: *antiepiléptico, *antidepressivo
Dose: - CRIANÇA: 10 a 40mg/kg/dia
- ADULTO: 200 a 2000mg/dia (média: 1000mg) [níveis séricos: 4 (6) a 10 (12)µg/ml]
** tomar sem mastigar **
Contra indicação:
- bloqueio AV
- procurar evitar de usar em pacientes que usem IMAO.
Observações:
- a CBZ diminui os níveis séricos do VPA, ETX, benzodiazepínicos e LTG.
- a CBZ pode aumentar ou diminuir os níveis séricos do PB e PHT.
- a CBZ induz o metabolismo de corticóides, teofilina, haloperidol, warfarin e antidepressivos tricíclicos.
- a cimetidina, o propoxifeno, o diltiazem, a eritromicina (e outros antibióticos macrolídeos), a isoniazida e o verapamil, podem inibir o metabolismo da CBZ podendo elevar muito os níveis séricos e causar neurotoxicidade.
- afeta contraceptivos orais aumentando o metabolismo do etinilestradiol e levonorgestrel através da indução das enzimas hepáticas. A dose inicial do contraceptivo oral deverá conter o equivalente a 50µg de etinilestradiol.
Efeitos adversos:
- idiossincrásicos: agranulocitose, reações cutâneas (alergias, incluindo S.J.), alopécia (menos freqüente que VPA), anemia aplástica,
- tóxicos: insuficiência hepática, insuficiência renal, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca (causados por retenção hídrica), arritmia.

OXCARBAZEPINA (Trileptal, Auram)
[TRILEPTAL: comprimidos de 300e 600mg; suspensão oral 6% com 60mg/ml (com seringa de3ml ?)]
[AURAM: comprimidos de 300 e 600mg]
Ação: *antiepiléptico
Observação:
- de eficácia igual à PHT.
- apenas 40% liga-se às proteínas plasmáticas.
- a hiponatremia não é relevante.
- interage com anticoncepcionais orais.
Dose:
- ADULTO: 600 a 1200mg/dia (máximo de 3000mg/dia) (média: 1500mg), ÷ em 2 ou 3 doses por dia
- CRIANÇAS: 30mg/kg/dia [8 a 46mg/kg/dia], ÷ em 2 a 3 vezes por dia (iniciar com 10mg/kg/dia)
- ** não usar em menores de 2 anos **
Contra indicação:
- bloqueio AV
- procurar evitar de usar em pacientes que usem IMAO.

PRIMIDONA (Mysoline, Primidona) (tremor essencial)
[comprimidos de 100 e 250mg; (suspensão oral de 125mg/m)l]
Ação: *antiepiléptico, controle do tremor essencial.
Dose: - CRIANÇA: 10 a 20(25)mg/kg/dia
- ADULTO: 300 a 1500mg/dia [níveis séricos: 10 a 40µg/ml]
- IDOSOS (tremor essencial): iniciar com 12,5 a 25mg, a noite. Aumentos graduais até 125mg (250mg)
Efeitos adversos:
- afeta contraceptivos orais aumentando o metabolismo do etinilestradiol e levonorgestrel através da indução das enzimas hepáticas. A dose inicial do contraceptivo oral deverá conter o equivalente a 50µg de etinilestradiol.
- nos idosos que fazem uso de PRIMIDONA para controle do tremor essencial, podem ocorrer:
- náuseas e vômitos (mesmo com baixas doses - usar domperidona); vertigens, desequilíbrio, síndrome "gripal", sonolência e cefaléia.

ETOSUXIMIDA (Zarontin)
[cápsulas de 0,25g (250mg); líquido de 250mg/5ml]
Ação: *antiepiléptico
Dose: - CRIANÇA: 10(15) a 35(60)mg/kg/dia, ÷ em 2 a 3 vezes por dia.
- ADULTO: 500 a 1250mg/dia [níveis séricos: 40 a 80(100)µg/ml]
Observações:
A ETX tem seus níveis séricos diminuídos pela CBZ, PB e PHT, e aumentados pelo VPA.
Efeitos adversos:
- euforia, cefaléia, psicose, soluços, parkinsonismo, náuseas, vômitos, dor abdominal, redução do apetite.
- exantema, lupus eritematoso sistêmico.
{existe na ARGENTINA}

ÁCIDO VALPRÓICO (Depakene, Valpakine, Depakote) (síndrome das pernas inquietas)
[DEPAKENE: susp. Oral de 250mg/5ml; cápsulas de 250mg; comprimidos revestidos de 300mg e 500mg]
[VALPAKINE: solução oral de 200mg/ml; drágeas de 200 e 500mg]
[DEPAKOTE (divalproato de sódio): comp.revest. De liberação entérica (cx. C/ 20 comp.): 125, 200, 250 e 500mg]
Ação: *antiepiléptico
Dose: - CRIANÇA: 15 a 60(70)mg/kg/dia
- ADULTO: 750 a 3000mg (4000mg)/dia (média: 2000) [níveis séricos: 50 a 100µg/ml]
- ENXAQUECA (adultos): iniciar com 250mg 2 x/dia
Observações:
- o VPA aumenta os níveis séricos de PB, CBZ, PHT e ETX
- [o VPA reduz a concentração de PHT total mas aumenta a fração livre deste]
- o VPA é diminuído por: PB, CBZ e PHT.
- não induz enzimas hepáticas, e por isso, não altera o metabolismo dos estrógenos (contraceptivos orais).
- o felbamato aumenta os níveis séricos do VPA.
Efeitos adversos:
- tremor, aumento de peso, queda de cabelo, distúrbios digestivos, estados confusionais.
- insuficiência hepática, insuficiência pancreática, estupor e coma (por acúmulo de amônia - principalmente em crianças menores de 3 anos)
- trombocitopenia
- o VPA pode induzir, em mulheres, uma síndrome metabólica caracterizada por: hiperinsulinemia, transtornos lipídicos, obesidade centrípeta, ovários policísticos / hiperandrogenismo. Isto melhora com a substituição do VPA por LTG.

VIGABATRINA (Sabril)
[comprimidos de 500mg]
Ação: *antiepiléptico
Dose: - de 3 a 9 anos: iniciar com 500mg, 2 vezes por dia. Após 2 semanas, fazer aumentos de 500mg por semana, até o máximo de 2000mg/dia.
- acima de 10 anos: iniciar com 500mg, 2 vezes por dia. Após 2 semanas, fazer aumentos de 500mg por semana, até o máximo de 4000mg/dia. (média: 2000mg)
- manutenção: ± 45mg/kg/dia
crianças: 30 a 50mg/kg/dia. Manutenção até o máximo de 100mg/kg/dia
Observações:
Sempre associar com outra MAE (exceto nas S.W.)
Mínima ligação proteica (menor que 1%), não induz enzimas hepáticas.
Efeito terapêutico não relacionado com níveis plasmáticos.
Melhor para crises parciais refratárias (um trabalho sugere 40 a 85mg/kg/dia para crises parciais e secundariamente generalizadas)
S. WEST: 100 a 150mg/kg/dia (14 a 161mg/kg/dia) 82% de resposta em 7 dias [alguns sugerem dose máxima de 200mg/kg/dia]
- manter esta dose por 15 dias;
- se houver controle de 100% das crises, manter a dose;
- se houver controle de 50 a 90% das crises, associar corticóide;
- se houver controle menor que 50% das crises, retirar a droga.
O melhor benefício com o uso da vigabatrina é para aqueles com epilepsia secundária à ESCLEROSE TUBEROSA e em crianças com S. de WEST e idade menor que 3 meses quando do início dos espasmos.
Efeitos adversos:
Sonolência, irritabilidade, hiperatividade, ataxia, fatigabilidade, ganho de peso, confusão, psicose e vertigem, distúrbios visuais quando do uso crônico de VGB (diminuição do campo visual e visão borrada por disfunção na estrutura dos cones da retina) - NÃO É REVERSÍVEL.
Reduz a concentração plasmática da PHT em 20%
*** PIORA AS MIOCLONIAS ***

LAMOTRIGINA (Lamictal)
[comprimidos de 25, 50 e 100mg]
Ação: *antiepiléptico de amplo espectro de ação (crises parciais, ausências, crises tônicas e atônicas, e S. LG).
- Basicamente é a medicação de 2ª escolha nas crises onde o VPA é a 1ª opção.
- age nos canais de sódio, estabilizando as membranas. Inibe a liberação de glutamato (aminoácido excitatório)
Dose: - ADULTO: iniciar com 25mg 2x/dia. Após 2 semanas fazer aumentos semanais de 50mg até o máximo de 200 a 400mg/dia (900mg segundo o Dr. Carlos Guerreiro) (média: 200mg)
- CRIANÇA: 1 a 6mg/kg/dia se monoterapia
- * usar pelo menos a dose diária dividida em 12/12 horas
- * se usado em associação com VPA, iniciar com 0,5mg/kg/dia (aumentos até 1 a 2(5)mg/kg/dia)
- * se usado em associação com CBZ, PHT, PB ou PMD, iniciar com 2mg/kg/dia (aumentos até 5 a 15mg/kg/dia).
Observações:
- liga-se 55% às proteínas.
- a LTG tem seus níveis séricos diminuídos pela CBZ, PHT e PB.
- o VPA aumenta os níveis séricos da LTG.
- preferivelmente usar, se necessário, associado à PHT.
- doses altas de CBZ (mais de 600mg), quando associado à LTG, podem levar à distúrbios da motricidade ocular, equilíbrio corporal e alterações na freqüência cardíaca.
Efeitos adversos:
- rash cutâneo em 10% dos casos (aparecendo nas primeiras 2 a 8 semanas de tratamento, mas que pode ser muito grave principalmente em menores de 16 anos), principalmente nos casos de LTG + VPA.
>> (sintomas como resfriados comuns, adenomegalias e cansaço extremo, podem ser sinais de alergia, mesmo sem as reações cutâneas). <<
- pode ser potencialmente hepatotóxico.
Tontura, diplopia, visão turva, sonolência, cefaléia, incoordenação motora (ataxia), cansaço ou insônia, distúrbios gastrointestinais (vômitos), irritabilidade / agressividade. São muitas vezes transitórios.

GABAPENTINA (Neurontin, Progresse) (tratamento do tremor essencial)
[cápsulas de 300 e 400mg]
Ação: *antiepiléptico, mais eficaz como coadjuvante do tratamento das crises parciais (complexas e com generalização secundária).
Usado para dor neuropática crônica.
Não deve ser usado para tratar crises de ausência.
Observações:
- praticamente sem interações farmacológicas com outras medicações antiepilépticas.
- não é metabolizado no fígado e não se liga às proteínas plasmáticas.
- não interage com os anticoncepcionais orais.
- de eliminação exclusivamente renal; é eliminado na hemodiálise.
- se usado com antiácidos, a GBPT deve ser dada 2 horas após a ingestão dos antiácidos.
Dose:
ADULTOS(e maiores de 12 anos): 300 a 600mg, 3 vezes por dia. (máximo de 4800mg/dia)
- iniciar com 300mg no primeiro dia, 600mg no segundo dia, 900mg no terceiro dia.
CRIANÇAS: 15 a 30mg/kg/dia.
Efeitos adversos:
- praticamente sem efeitos adversos. Droga muito segura.
- raramente podem ocorrer: incontinência urinária, incontinência fecal, movimentos coreoatetósicos.
- nos casos de superdosagem pode ocorrer: tonturas, fadiga (principalmente se associado à CBZ), visão dupla, fala indistinta, sonolência, letargia, ataxia, ganho de peso, rash cutâneo e diarréia leve.

FELBAMATO (Felbatox)
Ação: *antiepiléptico (crises TCG, parciais, ausências, mioclônicas, S. LG)
Dose:
ADULTOS: 2400 a 4600mg/dia, ÷ em 3 vezes por dia.
CRIANÇAS: 40 a 60mg/kg/dia, ÷ em 3 vezes por dia.
Observações:
- é a opção na S. De Lennox Gastaut se nenhuma outra droga funcionar. Mas somente com autorização dos pais POR ESCRITO, após bem esclarecidos sobre os possíveis efeitos adversos (graves).
- aumenta os níveis séricos da PHT, PB e VPA.
- diminui os níveis séricos da CBZ, mas aumenta os da CBZ epóxido.
- os níveis séricos do felbamato são diminuídos pela PHT e CBZ.
Efeitos adversos:
Dose dependentes: anorexia, perda de peso, cefaléia, insônia.
Idiossincrásicos: anemia aplástica e falência hepática.

TOPIRAMATO (Topamax)
[comprimidos de 25, 50 e 100mg]
Ação:
Útil em vários tipos de crises (principalmente crises parciais, com ou sem generalização secundária). Muito bom para crises parciais nas crianças. Mecanismos múltiplos de ação.
Observações:
- sem problemas de interação medicamentosa
- não é metabolizado no fígado.
- muito baixa ligação às proteínas plasmáticas.
- nos pacientes em hemodiálise há necessidade de dose suplementar. Uma dose igual a aproximadamente metade da dose diária deve ser dada nos dias da hemodiálise. Esta dose complementar deve ser dividida em duas tomadas, ao início e ao término da hemodiálise.
Dose (na S. De Lennox Gastaut):
- 1ª semana - 1mg/kg/dia 
- 2ª semana - 3mg/kg/dia
- 3ª semana - 6mg/kg/dia  ÷ em 2 vezes por dia [2 a 12mg/kg/dia]
- 4ª semana - 9mg/kg/dia
- (até 12mg/kg/dia) - 
ADULTOS: iniciar com 50mg/dia, ÷ em 2 vezes por dia; aumentos semanais de 50mg até o máximo de 400mg/dia.
- em média a dose efetiva, inicial, é de 200mg/dia (100mg 2x/dia).
- alguns dizem que a dose máxima pode ser até 1600mg/dia.
- os comprimidos não devem ser partidos.
Efeitos adversos:
- sonolência e diminuição do apetite (anorexia); que diminuem com o passar do tempo.
- acidose metabólica (o TPM inibe a anidrase carbônica) por aumento na excreção de bicarbonato e conseqüente aumento do CO2 sérico. Normalmente não ocorrem manifestações clínicas, mas uma acidose metabólica severa pode ser desencadeada se o paciente tiver: doença renal,diálise, diarréia ou for submetido à cirurgia.
- lentidão psicomotora e estado confusional, fadiga, náuseas, parestesias e perda de peso.
- 1,5% podem fazer nefrolitíase (reversível ou transitória).
- não usar em pacientes em tratamento com dieta cetogênica ou que estejam recebendo

ACETAZOLAMIDA.
- em politerapia com a PHT, pode aumentar em 25% os níveis séricos desta (PHT).
- pode diminuir a eficácia dos contraceptivos orais.
- pode ter um efeito deletério sobre aspectos cognitivos, especialmente o processo verbal.

NITRAZEPAM (Mogadon, Sonebom, Nitrenpax, Nitrazepam)
[comprimidos de 5mg]
Ação: *antiepiléptico
Dose (na S. De WEST): 0,3 a 1mg/kg/dia ( ÷ em 4 vezes por dia se possível).

CLONAZEPAM (Rivotril) [bom ansiolítico para crianças] pânico ansiedade social (mioclonia de ação pós-anóxica [ S. Lance-Adams]) [para tratamento do dependente de drogas](síndrome das pernas inquietas) (tremor essencial)
[comprimidos de 0,5 e 2mg; líquido de 2,5mg/ml (± 0,089 a 0,1mg/gota)]
Ação: *antiepiléptico (pode ajudar nas crises mioclônicas e ausências)
Dose: - CRIANÇA: S. De WEST: 0,01(0,03) a 0,1(0,2)mg/kg/dia.
- ADULTO: 1 a 4(10)mg/dia [níveis séricos: 17 a 80µg/ml]
- IDOSOS (tremor essencial): 1 a 3mg por dia

CLOBAZAM (Urbanil, Frisium)
[comprimidos de 10 e 20mg]
Ação:
Auxílio na terapia antiepiléptica, ansiolítico.
Dose: até 1 mg/kg/dia, 8/8 ou 12/12 horas, VO.
- 30 a 60mg/dia controlam 10 a 30% das crises refratárias.
Observações: o uso intermitente reduz a probabilidade de tolerância.

OXAZEPAM (Clizepina)
(possivelmente deixou de ser produzido no Brasil), mas podem ser feitas cápsulas de 5mg através de manipulação.
Um eventual substituto é o lorazepam (Lorax) (1 e 2mg), na dose de 0,5 a 1mg a noite; não por tempo prolongado (não mais do que 4 meses); e apenas para maiores de 12 anos.

ACTH (Cortrosina Depot)
[fraco ampola de 2ml (0,5mg/ml) (1mg = 100UI)]
Observações:
Conservar entre 2 e 8 graus C.
Quando retirar, fazê-lo gradualmente em 1 a 3 meses.
Dose:
100UI/m²/dia ou 2 a 6UI/kg/dia (usualmente 30 a 40UI; máximo de 80 a 100UI/dia), IM.
Esquema do Dr. Scheffner:
- iniciar com 20UI/dia
- aumentar semanalmente até 80UI/dia
- se não for bem sucedido, manter a dose que se mostrou efetiva por mais 4 semanas (máximo de 6 semanas) e depois reduzir gradualmente.

NIMODIPINA (Noodipina, Oxigen, Norton, Nimotop, Eugerial)
[comprimidos de 30mg]
Ação:
Auxílio na terapia antiepiléptica, auxílio no esquema profilático da enxaqueca (vasodilatador seletivo dos vasos cerebrais), nas hemorragias subaracnóides e vertigens.
Dose: máximo de 6mg/kg/dia, 8/8 ou 12/12 horas, VO
- nas hemorragias subaracnóides (HSA) - (aneurismas): usar 60mg de 4/4 horas (para previnir vasoespasmo).
Observações:
- proteger da luz.
- sua ação não se altera com o uso do propranolol.
- evitar no edema cerebral generalizado e PIC aumentada.
Efeitos adversos:
- irritação do trato gastrointestinal, fraqueza, sensação de calor.

FELODIPINA (Splendil)
[comprimidos de 2,5; 5 e 10mg]
Ação: antagonista do cálcio seletivo para a musculatura lisa arteriolar.
Observações:
- contraindicado durante a gravidez.
- pode dar anormalidades digitais nos fetos (efeito dose dependente).
- inibe a contratilidade uterina, prolongando o trabalho de parto (podendo torná-lo difícil)
- não há problemas em usar nos pacientes com insuficiência renal, mesmo aqueles em hemodiálise.
- não causa hipotensão ortostática.
Dose:
- iniciar com 5mg, 1 x/dia (nos idosos iniciar com 2,5mg)
- se necessário a dose pode ser ajustada.
- o ajuste da dose deve ocorrer em um intervalo de não mais que 2 semanas.
- devem ser tomados de manhã e engolidos inteiros, com água (não podem ser divididos, amassados ou mastigados).
- diminuir a dose em pacientes com insuficiência hepática grave.
Efeitos adversos:
- rubor, cefaléia, palpitações, tontura e fadiga.
- pode causar edema dose dependente na região do tornozelo.
- substâncias inibidoras enzimáticas (cimetidina, eritromicina e itraconazol) provocam aumento dos níveis plasmáticos da felodipina.
- indutores enzimáticos (PHT, CBZ, PB) diminuem os níveis plsmáticos da felodipina.
- a superdosagem pode causar excessiva vasodilatação periférica com hipotensão acentuada e, eventualmente, bradicardia.

NIFEDIPINO (Oxcord, Adalat)
[ADALAT: cápsulas de 10mg]
[ADALAT OROS: cápsulas de 30 e 60mg]
[ADALAT RETARD: comprimidos de 10 e 20mg]
[OXCORD: cápsulas de 10mg e comprimidos de 20mg]
Ação:
- auxílio na terapia antiepiléptica, auxílio no esquema profilático da enxaqueca (vasodilatador seletivo dos vasos cerebrais).
- antihipertensivo, antianginoso, vasodilatador
Contra-indicações: principalmente gravidez. (Se for absolutamente necessário usar nifedipina em grávidas, deve-se ter a cautela de associar sulfato de magnésio EV)
Observações:
- monitorização cuidadosa de pacientes com disfunção hepática.
- a nifedipina aumenta as concentrações da digoxina.
- a nifedipina aumenta as concentrações da quinidina.
- a cimetidina aumenta as concentrações da nifedipina.
- a rifampicina diminui a eficácia da nifedipina. É contraindicado o uso de nifedipina com rifampicina.
- a cisaprida aumenta as concentrações da nifedipina.
- a ingestão concomitante de suco de laranja inibe o metabolismo oxidativo da nifedipina, aumentando as concentrações plasmáticas da mesma, o que pode causar um maior efeito hipotensor.
Dose: - ADULTOS: 1 cápsula 3x/dia (máximo de 60mg/dia)
- CRIANÇAS: máximo de 2mg/kg/dia, 8/8 ou 12/12 horas, VO
Efeitos adversos:
- edema dos msis conseqüente à vasodilatação seletiva dos vasos arteriais (e aumento da permeabilidade capilar).
- cefaléia, náuseas, tontura, astenia, hipotensão, constipação, diarréia, boca seca, tremores e vertigens, prurido.
- o uso prolongado pode levar a problemas hepáticos (por colestase)

FLUNARIZINA (Vertix, Sibelium, Flunarin)
[comprimidos de 10mg; gotas: 5mg/ml (20gts)]
Ação:
Auxílio na terapia antiepiléptica, auxílio no esquema profilático da enxaqueca (vasodilatador seletivo dos vasos cerebrais), vertigens.
Dose:- máximo de 2mg/kg/dia, 8/8 ou 12/12 horas, VO
- nas crianças com enxaqueca: 5 a 10mg/dia, VO, a noite.
Efeitos adversos:
- sedação e reações extrapiramidais.
- aumenta o apetite.
Contra-indicações:
- depressão
- Parkinson e doenças extrapiramidais.

FLUMAZENIL (Lanexat) [antagonista dos benzodiazepínicos]
[ampolas de 0,5mg/5ml]
Ação: antagonista dos benzodiazepínicos. Neutraliza o efeito sedativo e reações paradoxais.
Dose:
Iniciar com 0,2 a 0,3mg EV em 15 segundos
Doses subseqüentes de 0,1mg a cada 60 segundos, até o nível de consciência desejado.
(máximo de 1mg)
Se o paciente voltar a ficar sonolento, administrar infusão contínua de 0,1 a 0,4mg/hora.

NALOXONA (Narcan) [antagonista dos narcóticos]
[ampola de 0,4mg (1ml)]
Ação: antagonista de drogas opiáceas como HEROÍNA, metadona, meperidina e não narcóticos como propoxifeno.
Dose:
0,4mg (1ml) EV [efeito em 1 minuto]
Pode ser usado IM ou SC.
Se necessário, pode ser repetido após 5 minutos (e uma terceira dose após 10 minutos).
Observações:
Meia vida curta
Pode precipitar crise de abstinência em viciados.

NALTREXONA (Revia) [antagonista de opióides, recuperação de dependentes do álcool]
[comprimidos de 50mg]
Ação: antagonista dos receptores opióides. Útil na recuperação dos dependentes do álcool (reduz as propriedades reforçadoras do álcool, ajudando o dependente a se manter abstinente).
Observações:
- o paciente não deve ter usado opióides nos últimos 7 a 10 dias. (inclui-se aí, morfina, heroína, além de medicamentos para tosse, resfriado, diarréia ou dor, que contenham opióides em sua formulação).
- qualquer paciente com hepatite aguda ou insuficiência hepática não deve usar a NALTREXONA.
- descartar hepatite aguda.
- transaminases menores que 3 vezes o valor normal; bilirrubinas normais.
- descartar gravidez.
- o paciente não deve apresentar qualquer sinal ou sintoma compatível ou sugestivo de abstinência a opióides.
- a NALTREXONA não é droga com potencial de abuso e não causa dependência física ou psíquica.
- não há efeito rebote se a medicação for suspensa abruptamente.
- não deve ser usado com outras drogas potencialmente hepatotóxicas.
- pacientes dependentes de opióides ou em uso de medicamentos que contenham opióides não devem usar a NALTREXONA.
Dose: 1 comprimido 1 x/dia. (caso haja efeitos adversos: reduzir a dose (25mg), ÷ em 2 x/dia, tomar com alimentos, tomar na hora de dormir)
Efeitos adversos:
- NÁUSEAS.(10%)
- insônia, ansiedade, nervosismo, dor abdominal, vômitos, astenia, artralgia ou mialgia, cefaléia.
- devido ao risco de hepatotoxicidade deve se evitar tomar um dose extra (caso esteja em dúvida se tomou a medicação ou não).
- evitar tomar com TIORIDAZINA (Melleril). Pode ocorrer letargia e/ou sonolência.
- usar com precaução se associado com ansiolíticos, anti-depressivos, anti-ulcerosos e anti-hipertensivos.

HALOPERIDOL (Haldol)
[comprimidos de 1 e 5mg; líquido de 2mg/ml (20gts); ampolas de 5mg/1ml, IM ou EV]
[Haldol decanoato: ampolas de 70,52mg (que corresponde a 50mg de haloperidol)/1ml] (3 ampolas /caixa)
Ação: *neuroléptico, *antipsicótico, *antiemético
Agitação psicomotora, delírios, alucinações, tiques, ansiedade.
Usado em pacientes retardados mentais agitados.
Usado como antiemético.
Contra-indicações (Haldol decanoato)
- Mal de Parkinson, depressão endógena.
- Primeiro trimestre de gestação.
Dose:
Iniciar com 2 a 5 gotas (0,2 a 0,5mg) por dia, ÷ em 2 a 3 vezes por dia.
Manutenção usual: 2 a 4mg por dia.
- Haldol decanoato:
- deve ser usado apenas em adultos.
- foi formulado para fornecer terapia para 1mês.
- aplicar profundamente na região glútea.
- administrar mais que 3ml é muito desconfortável e não é recomendado.
- não usar EV.
- administrar 1 x/mês uma dose correspondente a cerca de 20 vezes a dose oral diária
- (variando de 50 a 150mg - 1 a 3ml)
Efeitos adversos:
Reações extrapiramidais e hipotensão. Síndrome neuroléptica maligna.
- NÃO USAR HALOPERIDOL com PROPRANOLOL (pode dar hipotensão e parada cardíaca).
- insônia, inquietação, ansiedade, euforia, agitação, sonolência, depressão, sedação, cefaléia, confusão, vertigens, exacerbação de sintomas psicóticos e comportamento de tipo catatônico.
- anorexia, constipação ou diarréia, hipersalivação, dispepsia, náuseas e vômitos. Pode ocorrer alterações de peso.
- hiperprolactinemia com galactorréia, ingurgitamento mamário, irregularidades menstruais, ginecomastia, impotência, hiperglicemia, mastalgia, aumento da libido.
- visão turva, boca seca, retenção urinária, edema periférico, reações acneiformes e maculopapulares, casos isolados de fotossensibilidade, perda de cabelo, desregulação da temperatura corporal.

TIORIDAZINA (Melleril)
[drágeas de 10, 25, 50 e 100mg; 200mg (retard); solução oral 30mg/ml (com dosador em "mg", com marcas em 25, 50 e 100mg)]
Ação: *ansiolítico, *neuroléptico/psicorrelaxante, *antidepressivo
Dose:
ADULTOS
- psicóticos hospitalizados: 100 a 600mg/dia
- psicóticos ambulatoriais: 50 a 300mg/dia
- psicóticos geriátricos: 25 a 200mg/dia
- neuroses graves: 25 a 150mg/dia
- etilistas durante a supressão: 100 a 200mg/dia
CRIANÇAS
- 1 a 4mg/kg/dia
Dividir sempre em 2 a 4 vezes por dia. - [diluir sempre em água ou suco cítrico]
Observações:
- interage com álcool, anti-histamínicos, anticolinérgicos, quinidina, levodopa, medicações antiepilépticas, lítio, betabloqueadores, antiácidos e antidiarreicos.
- cuidados especiais com doença renal ou hepática, glaucoma, hipertrofia prostática, cardiopatias e gravidez.
- iniciar sempre com doses baixas.
- não usar em menores de 1 ano de idade.
Efeitos adversos:
- sedação, boca seca, vertigens, hipotensão ortostática, congestão nasal.
- galactorréia, irregularidade menstrual.
- reações cutâneas, retenção urinária, incontinência urinária, náuseas, alterações ponderais, hipertermia, icterícia.
- em doses muito altas podem ocorrer sinais e sintomas extrapiramidais e, raramente, arritmias.

CLORDIAZEPÓXIDO (Psicosedin)
[comprimido infantil de 5mg; comprimido adulto de 25mg; frascos ampolas de 100mg]
Ação: *ansiolítico com mínimo efeito sedativo
Dose:
ADULTOS: até 25mg 3 a 4 vezes por dia
CRIANÇAS: 5mg 2 a 4 vezes por dia
Observações: não usar em Miastenia Gravis.

CLORPROMAZINA (Amplictil)
[comprimidos de 25 e 100mg; líquido de 1mg/gota; ampolas de 25mg/5ml]
Ação: *ansiolítico, *antiemético, *soluços incoercíveis
Dose:
0,5 a 1mg/kg/dose, ÷ em 4/4, 6/6 ou 8/8 horas
Crianças menores de 5 anos: máximo de 40mg/dia
Crianças maiores de 5 anos: máximo de 75mg/dia
Pode ser usado VO, IM ou EV (muito irritante)
** não usar em menores de 6 meses de idade **
Efeitos adversos:
- discinesias, hipotensão, aumento do limiar convulsivo, distúrbios menstruais, galactorréia.
- sedação, retenção urinária, constipação.
- não associar com Fenilbutasona: dá leucopenia.
- pode dar pesquisa de FAN (fator anti-nuclear) falso positivo.

LEVOMEPROMAZINA (Neozine)
[comprimidos de 25 e 100mg; ampolas de 25mg; líquido a 4%: 1gt = 1mg; líquido a 1%: 1gt = 0,25mg]
Ação: *ansiolítico

PERICIAZINA (Neuleptil)
[comprimidos de 10mg; líquido a 4%: 1gt = 1mg; líquido a 1%: 1gt = 0,25mg]
Ação: *ansiolítico

Carbonato de LÍTIO (Carbolitium, Carbolim)
[CARBOLITIUM, CARBOLIM: comprimidos de 300mg]
[CARBOLITIUM CR: comprimidos de 450mg]
Ação:
- tratamento da fase maníaca da PMD.
- profilaxia da mania recorrente. Prevenção da fase depressiva.
- profilaxia da cefaléia em salvas (crônica).
Dose:
- PSIQUIATRIA: 1 a 4 comp. Por dia [litemia: fase aguda (0,8 a 1,4 meq/l; manut. (0,6 a 1,0 meq/l)]
- CEFALÉIA: dose inicial de 300mg, 2 x/dia [litemia: 0,4 a 0,8 meq/l]
Contra-indicações:
- má função renal.
- uso de diuréticos ou dieta pobre em sal (a depleção de nacl aumenta a toxicidade do lítio)
- não usar durante a gravidez e lactação.
Efeitos adversos (doses tóxicas):
- diarréia persistente, vômitos ou náuseas severas e persistentes,
- visão prejudicada,
- fraqueza generalizada, dificuldade para andar,sudorese de pernas e pés.
- pulso irregular, tremores intensos, cãibras, grande desconforto,
- tontura acentuada.

CLOZAPINA (Leponex) antipsicótico (usado para o controle da agitação nas demências e esquizofrenias)
[comprimidos de 25 e 100mg]
Ação: *antipsicótico (usado para o controle da agitação nas demências), esquizofrenia
Dose - (nas demências): 12,5mg/dia até o máximo de 50mg (75mg) /dia
- (psicoses e esquizofrenias): ½ a 1 comprimido por dia (com aumentos graduais diários de 25 a 50mg/dia até atigir a dose usual de 300 a 450mg/dia, máximo de 900mg/dia)
Contra-indicações:
- psicoses alcoólicas e tóxicas, intoxicação por drogas,
- hipotensão e depressão do SNC, doença renal ou cardíaca grave, insuficiência hepática.
Efeitos adversos:
- plaquetopenia e agranulocitose (fazer controle hematológico semanal nos primeiros 6 meses; e quinzenal após).
- cuidado com glaucoma de ângulo fechado e hipertrofia prostática.
- cuidado durante gravidez e lactação.
- interage com álcool, inibidores da MAO e depressores do SNC.
- interage com anti-histamínicos, anti-colinérgicos e anti-hipertensivos.
- interage com cimetidina, eritromicina, DPH, CBZ, lítio e fluoxetina (e semelhantes ISRS)
- pode dar sonolência, fadiga, sedação, inquietação, agitação.
- pode dar visão turva, hipo ou hipertensão arterial; disfagia,náuseas e vômitos; retenção ou incontinência urinária, ganho de peso, sialorréia.

RISPERIDONA (Risperdal, Risperdon, Zargus, Viverdal)
[comprimidos de 1, 2 e 3mg]
Ação: *antipsicótico, *neuroléptico
Inibidor da MAO.
Estados confusionais, alucinações, distúrbios da percepção (ouvir vozes), desconfiança, isolamento, hostilidade.
Psicoses esquizofrênicas agudas e crônicas.
Dose:
ADULTOS:
- iniciar com 1mg 2 vezes por dia
- no dia seguinte: 2mg 2 vezes por dia
- no dia seguinte: 3mg 2 vezes por dia
- dose habitual: 2 a 4mg 2 vezes por dia
IDOSOS E DOENÇA HEPÁTICA:
- iniciar com 0,5mg 2 vezes por dia
- no dia seguinte: 1mg 2 vezes por dia
- dose habitual: 1 a 2 mg 2 vezes por dia
AGITAÇÃO EM PACIENTES COM DEMËNCIA:
- iniciar com 0,25mg 2 vezes por dia
- aumentos semanais de 0,25mg até alcançar a dose ótima
- dose ótima: 1 a 2mg/dia
Efeitos adversos:
- hipotensão ortostática, discinesia tardia (movimentos involuntários rítmicos principalmente de língua ou face).
- piora dos sinais e sintomas de pacientes com Mal de Parkinson (a Risperidona antagoniza os efeitos da Metildopa e outros agonistas dopaminérgicos).
- a CBZ e outros indutores das enzimas hepáticas diminuem os níveis plasmáticos da fração antipsicótica da Risperidona.
- fenotiazínicos, antidepressivos tricíclicos e alguns betabloqueadores podem aumentar os níveis séricos da risperidona.
- pode haver um aumento do apetite (aumentando o peso).
- pode dar insônia, agitação, cefaléia, ansiedade, sonolência, fadiga, tontura, constipação, náusea e/ou vômito, dor abdominal, visão turva; distúrbio da ereção, ejaculação e orgasmo; incontinência urinária, rinite, tremor, rigidez, bradicinesia, hipersalivação (nestes casos usar medicação antiparkinsoniana).
- hiperprolactinemia e retenção hídrica.
Observações:
- deve ser descontinuado gradativamente outros tratamentos com antipsicóticos antes de iniciar com risperidona.

FLUOXETINA (Verotina, Psiquial, Nortec, Daforin, Deprax, Fluxene, Eufor, Prozac) TOC
[comprimidos ou cápsulas de 10 e 20mg; líquido de 20mg/5ml, gotas (DAFORIN, VEROTINA) 1 gta=1mg]
Ação: *antidepressivo
Inibe a captação de serotonina nos neurônios do SNC (mais potente para serotonina que noradrenalina).
- primeira escolha no tratamento da TOC (Projeto Diretrizes CFM - AMB).
Observações:
- pode ser administrado em jejum ou com alimentos (mas estes podem retardar a absorção).
- 94,5% liga-se às proteínas.
- a principal via de eliminação parece ser o metabolismo hepático. A eliminação é relativamente lenta (podendo haver acúmulo dos princípios ativos).
- o metabolismo não é proporcional à dose. As concentrações plasmáticas estáveis só serão atingidas após doses contínuas durante semanas (mesmo em doses fixas). Mesmo quando o tratamento é interrompido, o princípio ativo persistirá no organismo por semanas.
- sem grandes problemas nas nefropatias; é seguro para pacientes com insuficiência renal crônica, em hemodiálise e diálise peritoneal.
- indicado para DEPRESSÃO MAIOR
- um episódio de depressão maior ou disforia, proeminente ou persistente, que usualmente interfere com a atividade diária - aproximadamente todo o dia durante pelo menos 2 semanas - .
- indicado para BULIMIA NERVOSA
- uma média mínima de 2 episódios de comer excessivamente, por uma semana, por pelo menos 3 meses.
- não usar com inibidores da MAO.
Efeitos adversos:
- 4% desenvolvem erupções de pele e/ou urticária.
- em 1/3 dos pacientes estava presente: febre, leucocitose, artralgia, edema, distúrbios respiratórios e proteinúria.
- podem ocorrer vasculites.
- interage com o triptofano e aumenta ou diminui os níveis séricos do lítio.
- o DZP e DPH tem sua meia vida prolongada.
- problemas podem advir como uso concomitante de substâncias que também ligam-se muito às proteínas (como warfarin e digitoxina).
- diminui os níveis de CBZ.
- pode dar ansiedade, nervosismo, insônia, sonolência, fadiga e astenia, tremor e sudorese; anorexia, diarréia, náuseas; calafrios; pesadelos.
Superdosagem: náuseas, vômitos e convulsões (e também agitação)
Dose:
- iniciar o tratamento com 20mg/dia, de manhã.
-aumentar a dose apenas se não houver melhora clínica após diversas semanas. Doses acima de 20mg deverão ser divididas em 2 vezes por dia (pela manhã e meio-dia).
- não exceder 80 mg/dia.
- o efeito máximo pode demorar até 4 semanas.
- na bulimia nervosa a dose recomendada é de 60mg/dia. (não exceder os 80mg).

AFLOXETINA
Novo *antidepressivo; porém com muitas interações medicamentosas.

PAROXETINA (Aropax, Pondera, Cebrilin) pânico, ansiedade social, TOC
[comprimidos revestidos de 20mg; PONDERA: comp. De 30mg também] - [30 cápsulas = R$$ 42,00]
Novo *antidepressivo; porém com muitas interações medicamentosas.
Ação: - primeira escolha no tratamento do pânico (Projeto Diretrizes CFM - AMB).
- primeira escolha no tratamento da ansiedade social (Projeto Diretrizes CFM - AMB).
- primeira escolha no tratamento da TOC (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [60mg]
Dose: 20mg/dia até 50 a 60mg/dia.

FLUVOXAMINA TOC
Novo *antidepressivo; porém com muitas interações medicamentosas.
Ação : - primeira escolha no tratamento da TOC (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [300mg]

VENLAFAXINA (Efexor, Efexor XR) antidepressivo, pânico (?), ansiedade generalizada, transtornos afetivos bipolares
[EFEXOR: comprimidos de 37,5; 50 e 75mg]
[EFEXOR XR: cápsulas de 75 e 150mg]
Ação: *antiepressivo (inibidor da recaptação da noradrenalina e serotonina)
- primeira escolha no tratamento da ansiedade generalizada (Projeto Diretrizes CFM - AMB).
- primeira escolha no tratamento dos transtornos afetivos bipolares.
Dose: - começar com 37,5mg 2 x/dia. (ou dose de ataque de 50mg 3x/dia) [máximo de 375mg/dia]
- 1 a 3 cápsulas por dia. Iniciar com 1 cápsula por dia, pela manhã ou a noite, junto com as refeições.
- (aumentos, se necessários, fazer de 2/2 semanas)
Precauções:
- não administrar a pacientes que estejam recebendo IMAO.
- pacientes que usam doses maiores que 200mg/dia é aconselhável a monitorização rotineira da pressão arterial.
- não usar em pacientes epilépticos.
- não usar durante a gravidez.
Efeitos adversos: náuseas, tonturas, sonolência, boca seca, insônia , anorexia, tremores, constipação, cefaléia, sonhos anormais, alteações na ejaculação, aumento da pressão arterial. Existem casos raros de hiponatremia.

SERTRALINA (Zoloft, Tolrest, Novativ) antidepressivo, TOC, pânico, ansiedade social,
[ZOLOFT: comprimidos de 50 e 100mg; TOLREST: comprimidos de 25 e 50mg]
Ação: - *antidepressivo, crianças com distúrbio obsessivo - compulsivo (6 a 17 anos).
- potente inibidor (específico) da captação da serotonina.
- efeito muito fraco sobre a recaptação da dopamina e da noradrenalina.
- bloqueia a captação da serotonina nas plaquetas.
- primeira escolha no tratamento da ansiedade social (Projeto Diretrizes CFM - AMB).
- primeira escolha no tratamento da TOC (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [200mg]
Dose:
ADULTOS:
- dose única de 50mg de manhã ou a noite. [máximo de 200mg/dia]
- se necessário, fazer incrementos semanais de 50mg
CRIANÇAS (acima de 6 anos):
- iniciar com 25mg 1 vez por dia [máximo de 200mg/dia]
- se necessário, fazer incrementos semanais de 25mg
Observações:
- NÃO USAR COM INIBIDORES DA MAO (seleginina e moclobemida). [2 semanas antes ou depois]
- cuidado em hepatopatias e epilepsias (pode precipitar crises)
- não parece ser teratogênico.
- pode ser usado em jovens e adolescentes com distúrbio obsessivo - compulsivo ou depressão.
- 98% da droga circulante está ligada às proteínas plasmáticas.
- a sertralina sofre um extenso metabolismo hepático.
- pode ser usado com relativa segurança nas insuficiências renais.
Efeitos adversos:
Pode dar boca seca, náuseas, diarréia, disfunção sexual masculina, tremor, tontura, insônia, sonolência, febre, sudorese, rubor, dispepsia. Dor torácica, hipertensão, síncope, edema periorbitário, edema facial, retenção urinária; midríase, enxaqueca. Hipotireoidismo. Hemorragia gástrica, hematúria. Agitação, Irregularidades menstruais, hiperprolactinemia, galactorréia.

NEFAZODONA (Serzone) antidepressivo, pânico, insônia
[comprimidos de 100mg e 150mg] (caixa com 14 comprimidos)
Ação: antidepressivo (por alguns usado nas síndromes do pânico)
Observações:
- não usar concomitantemente com IMAO.
- usar 2 semanas após ter parado com uma medicação IMAO.
- (ou após 1 dia da suspensão da MOCLOBEMIDA).
- usar medicação IMAO apenas 1 semana após ter parado com a FLUVOXAMINA.
Efeitos adversos:
- náuseas, vômitos.
- astenia, cefaléia, mal-estar, palpitações/taquicardia, dor abdominal, anorexia, constipação, diarréia, boca seca, dispepsia, agitação, ansiedade, vertigens, insônia, nervosismo, sonolência, tremores, sudorese.
- artralgia, mialgia, ataxia, confusão mental, alucinações, retardo na ejaculação, prurido, sintomas extrapiramidais.
- mania, galactorréia, fotossensibilidade

FLUVOXAMINA (Luvox) antidepressivo, TOC, pânico
[comprimidos de 100mg] (caixas com 15 ou 30comprimidos)
Ação:- antidepressivo (por alguns também usado nas síndromes do pânico)
- primeira escolha no tratamento da TOC (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [300mg]
Observações:
- não usar concomitantemente com IMAO.
- usar 2 semanas após ter parado com uma medicação IMAO.
- (ou após 1 dia da suspensão da MOCLOBEMIDA).
- usar medicação IMAO apenas 1 semana após ter parado com a FLUVOXAMINA.
Dose :
- iniciar com 50 a 100mg a noite. Dose eficaz em tormo de 100mg (máximo de 300mg)
- acima de 150mg, fracionar as doses.
Efeitos adversos:
- náuseas, vômitos.
- astenia, cefaléia, mal-estar, palpitações/taquicardia, dor abdominal, anorexia, constipação, diarréia, boca seca, dispepsia, agitação, ansiedade, vertigens, insônia, nervosismo, sonolência, tremores, sudorese.
- artralgia, mialgia, ataxia, confusão mental, alucinações, retardo na ejaculação, prurido, sintomas extrapiramidais.
- mania, galactorréia, fotossensibilidade

REBOXETINA (Prolift)
[comprimidos de 4mg ]
Ação:- antidepressivo
- inibidor seletivo da noradrenalina (baixa afinidade para receptores da serotonina e dopamina)
Dose: - dose terapêutica é de 1 comprimido 2x/dia. (após 3 semanas a dose pode ser aumentada para 10mg/dia)
- (no idoso, diminuir a dose à metade)
Efeitos adversos:
- evitar usar com medicamentos inibidores da MAO
- muito cuidado quando usar em pacientes com transtorno afetivo bipolar.
- cuidado nos pacientes com retenção urinária e/ou glaucoma.
- boca seca, constipação, sudorese, insônia, taquicardia, vertigem, retenção urinária, impotência.

MIRTAZAPINA (Remeron)
[comprimidos de 30 e 45mg]
Ação: *antidepressivo
Observações:
- cuidado com paciente diabético.
- o tratamento deve ser suspenso se o paciente apresentar icterícia.
- pode-se agravar os sintomas psicóticos quando for administrado antidepressivos em pacientes com esquizofrenia ou outros distúrbios psicóticos; pensamentos paranóicos podem ser intensificados.
- a interrupção brusca após longo período de tratamento pode causar náuseas, cefaléia e mal estar.
- a mirtazapina pode potencializar a ação depressiva do álcool sobre o SNC.
- a mirtazapina não deve ser administrada com inibidores da MAO.
- a mirtazapina pode potencializar os efeitos sedativos dos benzodiazepínicos.
Dose:
- recomenda-se iniciar o tratamento com 15mg/dia (dose única), durante 4 dias e, depois, aumentar para 30mg/dia. - Sempre dose única; preferencialmente a noite, antes de deitar. A dose pode ainda ser aumentada após 10 dias se necessário, até 45mg/dia.
Efeitos adversos:
- aumento do apetite e de peso.
- sonolência /sedação (geralmente durante as primeiras semanas de tratamento).

MOCLOBEMIDA (Aurorix) ansiedade social
[comprimidos de 100, 150 e 300mg]
Ação: *antiepressivo (com falta de concentração e falta de iniciativa)
Inibidor da MAO.
Não é sedativo
Observações:
Não usar com seleginina.
A cimetidina prolonga o metabolismo da moclobemida (reduzir a dose deste à metade).
Dose: iniciar com 100mg 3 vezes por dia.
Efeitos adversos:
Pode dar náuseas, cefaléia, constipação, tremor, taquicardia.
Potencializa e prolonga o efeito de drogas simpaticomiméticas.

AMITRIPTILINA (Tryptanol)
[comprimidos de 25mg e 75mg]
Ação:- *enxaqueca (com sintomas depressivos ou enxaqueca ao despertar), *antidepressivo, auxílio na terapia analgésica.
- inibidor da recaptação da 5-HT e NA (igualmente).
Dose:
Iniciar com ½ comprimido por dia e fazer aumentos progressivos, se necessário, até 50mg/dia
Dose máxima diária de 200mg
Contra-indicações:
- não usar durante a gravidez.
- não usar em pacientes com glaucoma de ângulo fechado, hipertrofia de próstata, arritmias cardíacas.
Efeitos tóxicos na superdosagem:
Hipotensão, arritmias, coma, convulsões e hipertermia.
(ver outros efeitos adversos de tricíclicos em NORTRIPTILINA)

NORTRIPTILINA (Pamelor)
[cápsulas de 10,25, 50 e 75mg] (caixas com 20 ou 100 cápsulas)
[solução oral de 2mg/ml - frasco com 100ml com colher-medida graduada em "mg" (5, 10, 15, 20mg)]
Ação: antidepressivo; para alívio de dores diurnas.
Efeitos adversos:
- tontura, vertigem, cefaléia, sonolência, cansaço transitório, náuseas, vômitos, boca seca, taquicardia, hipotensão, sudorese, diminuição de peso, tremor, acatisia, parestesias, galactorréia, aumento das cáries dentárias, alopécia.
- muito cuidado nas intoxicações por álcool, por hipnótico sedativos e psicotrópicos.
- IAM, BAV, AVC,confusão mental, alucinações, desorientação, delírios, pesadelos, inquietação, agitação, insônia, exacerbação das psicoses, parotidite, aumento ou diminuição da libido.
Contra indicado nas epilepsias, glaucoma, infarto do miocárdio e gravidez.
Observações:
- pode aumentar o efeito sedativo da reserpina e metildopa.
- cuidado com medicação IMAO.
- potencializa o efeito depressor do álcool, dos barbitúricos e benzodiazepínicos.
- potencializa os efeitos do biperideno e da levodopa.
- PB, PHT e CBZ induzem o metabolismo da nortriptilina (diminuindo o efeito antidepressivo)
- a nortriptilina pode aumentar os níveis séricos da PHT.
- o propranolol (e a cimetidina) aumenta os níveis séricos da notriptilina.

MAPROTILINA (Ludiomil) [existe apresentação injetável]
[comprimidos revestidos de 25 e 75mg; ampolas de 25mg]
Ação: *antidepressivo tetracíclico.
Dose:
ADULTO: - VO: 25mg 1 a 3 vezes por dia (ou até 75mg 1 vez por dia) [não exceder 150mg/dia]
- EV: diluir 1 a 2 ampolas em 250ml de SF ou SG, deixar correr em 2 horas
- (ou até 3 a 6 ampolas em 500ml de SF ou SG, a correr em 2 a 3 horas)
CRIANÇA: - maiores de 5 anos: iniciar com 1 a 3mg/kg/dia
- (até 25mg 3 vezes por dia ou 75mg 1 vez por dia)
Tomar sempre preferencialmente a noite.
Ingerir inteiro.
Efeitos adversos:
- tontura, vertigem, cefaléia, sonolência, cansaço transitório, náuseas, vômitos, boca seca, taquicardia, hipotensão, sudorese, diminuição de peso, tremor, acatisia, parestesias, galactorréia, aumento das cáries dentárias.
- muito cuidado nas intoxicações por álcool, por hipnótico sedativos e psicotrópicos.
Contra indicado nas epilepsias, glaucoma, infarto do miocárdio e gravidez.
Observações:
- pode aumentar o efeito sedativo da reserpina e metildopa.
- cuidado com medicação IMAO.
- potencializa o efeito depressor do álcool, dos barbitúricos e benzodiazepínicos.
- potencializa os efeitos do biperideno e da levodopa.
- PB, PHT e CBZ induzem o metabolismo da maprotilina (diminuindo o efeito antidepressivo)
- a maprotilina pode aumentar os níveis séricos da PHT.
- o propranolol (e a cimetidina) aumenta os níveis séricos da maprotilina.

IMIPRAMINA (Tofranil) pânico
[comprimidos de 10 e 25mg; cápsulas de 75mg e 150mg]
Ação: *antidepressivo; inibidor preferencial da recaptação da 5-HT, inibe a recaptação da NA também.
- escolha no tratamento do pânico (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [150 a 200mg]
Dose máxima diária de 225mg
Efeitos adversos:
Secura da boca, constipação, sedação, retenção urinária, visão turva, fadiga, diminuição do limiar convulsivo, diarréia, muito cuidado com glaucoma. [ver também MAPROTILINA e NORTIPTILINA]
Efeitos tóxicos na superdosagem:
Hipotensão, arritmias, coma, convulsões e hipertermia.

CLOMIPRAMINA (Anafranil) pânico TOC
[drágeas de 10 e 25mg; ANAFRANIL SR: comprimidos (de liberação lenta) de 75mg]
Ação:- *antidepressivo, *enxaqueca com sintomas depressivos; auxílio na terapia analgésica.
- inibidor potente e seletivo da 5-HT.
- escolha no tratamento do pânico (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [100 a 150mg]
- primeira escolha no tratamento da TOC (Projeto Diretrizes CFM - AMB). [300mg]
Observações:
Nos estados de agressividade e hiperatividade, se associado ao OXAZEPAM, melhora a atenção e, muitas vezes, o rendimento escolar.
Dose:
- CRIANÇAS: iniciar com 10mg 1 vez por dia. Após 10 dias, aumentar a dose diária para 20mg (em crianças de 5 a 7 anos) ou para 50mg (em crianças de 8 a 14 anos).
- ADULTOS (uso antidepressivo): 25mg 2 a 3 vezes por dia. Após 1 semana, se necessário, aumentar a dose para até o dobro. Manutenção em torno de 2 a 4 drágeas por dia.
Sempre deglutir inteiras.
Efeitos adversos:
- sudorese, tremores finos, tonturas, hipotensão postural.
- alergia e arritmias. [ver também MAPROTILINA e NORTIPTILINA]
Superdosagem:
Sonolência, agitação, ataxia, taquicardia, arritmia, hipotensão, coma.

BUPROPIONA (Zyban) (tratamento do tabagismo sem o uso de nicotina)
[comprimidos de 150mg; caixa com 60 comprimidos]
Ação: antidepressivo
Dose: 1 comprimido 2x/dia (tratamento de 1 mês)

HIDRATO DE CLORAL
[líquido a 20% 1ml = 200mg]
Ação: hipnótico / sedativo
Dose:
Hipnótico: - 50mg/kg (máximo de 1000mg/dose e 4000mg/dia)
- pode ser repetida ½ dose após 30 minutos se necessário
- para EEG: 50 a 80 mg/kg
Sedativo: - 20 a 30mg/kg/dia, ÷ em 3 a 4 vezes por dia
Efeitos adversos:
Excitação, delírio, hipotensão.
Em alguns pacientes pode haver a potencialização do efeito dos anticoagulantes orais.

PIMETIXENO (Muricalm)
[xarope de 0,5mg/ml; solução com 1mg/ml (30gts)]
Ação: sedativo com propriedades antialérgicas (anti-histamínico anti - H1)
Dose:
XAROPE: - até 1 ano: 2,5 a 5ml, 3 vezes por dia
- 1 a 5 anos: 5 a 7,5ml, 3 vezes por dia
- 5 a 10 anos: 7,5 a 10ml, 3 vezes por dia
- mais de 10 anos: 10 a 15ml, 3 vezes por dia
SOLUÇÃO: - 1 gota/kg 3 vezes por dia

BUSPIRONA (Buspar, Ansitec, Buspanil)
[comprimidos de 5 e 10mg]
Ação: *ansiolítico não benzodiazepínico.
Dose:
Dose inicial de 2,5mg 3 vezes por dia (adolescentes: 5mg 3 vezes por dia)
Se necessário fazer aumentos de 3/3 dias, de 2,5mg/dia
Máximo de 15mg/dia (adolescentes: 30 a 40mg/dia)
Efeitos adversos:
Tonturas, sonolência, cefaléia, náuseas, delírio, dificuldades no sono, nervosismo.
Não usar em Miastenia Gravis e glaucoma.

ZOPICLONA (Imovane)
[comprimidos de 7,5mg]
Ação: indutor do sono de ação limitada a ± 5 horas.
Dose: 1 comprimido (nos idosos e pacientes com insuficiência hepática: ½ comprimido)
Observações: evitar nas insuficiências respiratórias severas e em menores de 15 anos.

TRIAZOLAM (Halcion)
[comprimidos de 0,125 e 0,25mg]
Ação: indutor do sono com meia-vida de 1,7 a 5,5 horas; sem modificar a estrutura do sono
Dose: ADULTOS: - 1 comprimido de 0,25mg
IDOSOS: - 1 comprimido de 0,125mg

MIDAZOLAM (Dormonid, Dormire)
[DORMONID, DORMIRE: comprimidos de 15mg]
[DORMONID: ampolas de 15mg/3ml (5mg/ml); 5mg/5ml (1mg/ml); 50mg/10ml (5mg/ml)]
Ação: indutor do sono de curta duração.
Dose (sedativa): - 0,3mg/kg EV; ou 1mg/kg VO; ou 0,3mg/kg intra nasal [máximo de 5mg/dose]
- ADULTOS: 2,5mg EV em 2 a 3 minutos; pode ser feito um adicional de mais 1mg.
- sedação em UTI: - dose inicial: 0,03 a 0,3mg/kg EV
- dose de manutenção: 0,03 a 0,2mg/kg/hora EV
Nos estados de mal epiléptico (após o uso de PB e PHT - EV):
- 0,2mg/kg EV (em 3 a 4 minutos)
- manutenção de 0,025mg/kg/min. A 0,15mg/kg/min. (em bomba de infusão; em 30 min. A 3 horas)
- (ou 1mg/kg/hora; ou 1 a 5µg/kg/minuto [máximo de 18µg/kg/minuto]), EV infusão cont.
Antídoto: FLUMAZENIL (Lanexat)

ZOLPIDEM (Lioram, Stilnox) [indutor do sono (não benzodiazepínico)]
[comprimidos de 10mg]
Ação: indutor do sono (não benzodiazepínico).
Dose:
ADULTOS: 1 comprimido antes de deitar
IDOSOS: ½ comprimido antes de deitar.

CLOXAZOLAM (Olcadil, Clozal, Elum) [usado na S.do pânico]
[comprimidos de 1 e 2mg (4mg ?)]
Ação: *ansiolítico com pouco efeito sedativo e menor efeito miorrelaxante que os benzodiazepínicos tradicionais.
Dose: (adultos): (2) 4 a 8mg/dia ÷ em 2 a 3 vezes por dia
Síndrome do pânico: 12 a 16mg/dia.

ALPRAZOLAM (Frontal, Tranquinal) [usado na ansiedade da TPM e S.do pânico]
[comprimidos de 0,25, 0,5 e 1mg] (TRANQUINAL: também em comprimidos de 2mg)
Ação: *ansiolítico; recomendado na ansiedade causada pela TPM. Usado na síndrome do pânico também.
Dose: recomenda-se tomar em 2 a 3 x/dia.

FLURAZEPAM (Dalmadorm)
[comprimidos de 30mg]
Ação: indutor do sono.

FLUNITRAZEPAM (Rohypnol)
[comprimidos de 1mg]
Dose: 0,5 a 1 mg/dia

BROMAZEPAM (Lexotan, Somalium, Neurilan) [para tratamento do alcoolismo]
[comprimidos de 3 e 6mg]
Ação: *ansiolítico
Dose: (adultos) 1,5 a 3mg até 3 vezes por dia. [até 18mg na ansiedade generalizada]
- TRATAMENTO DO ALCOOLISMO:- iniciar com 6mg/dia , a noite, por 6 meses;
- a seguir, 3mg/dia, por 3 meses;
- a seguir 1,5mg/dia por mais 3 meses.
- manutenção se necessário com 1,5mg/dia, a noite.
- (nem sempre diariamente)
Contra-indicações:
- lactação, glaucoma de ângulo fechado, primeiro trimestre de gravidez.
Interações:
- pode ter seu efeito diminuído pela CBZ.
- risco aumentado de depressão respiratória quando associado à clozapina.
- pode diminuir o efeito da levodopa.
- não é recomendado o uso concomitante com: zidovudina, dissulfiram, eritromicina, rifampicina, izoniazida e ACO contendo estrógenos.

SULPIRIDA + BROMAZEPAM (Bromopirin, Sulpan)
[cápsulas de 25mg de sulpirida + 1mg de bromazepam]
Ação: distúrbios emocionais onde coexistem ansiedade, excitação, insônia, tristeza, depressão.
*antidepressivo
Dose: (adultos) - dose terapêutica: 3 a 4 cápsulas /dia (máximo de 6 comprimidos)
- dose de manutenção: 1 a 2 cápsulas /dia.
Efeitos adversos:
Sonolência, astenia, amenorréia, galactorréia.

SULPIRIDA (Dogmatil, Equilid)
[cápsulas de 50mg; comprimidos de 200mg; gotas pediátricas de 20mg/ml = 20 gotas (1gt = 1mg)]
Ação: estados depressivos, distúrbios do comportamento com inadaptação escolar, instabilidade do humor, anorexia mental (?).
Atua nos centros bulbares, núcleos hipotalâmicos e substância reticular, sem afetar o sistema nervoso autônomo; sem sedação; sem dependência.
Dose:
CRIANÇAS: - pequenas: 1 a 3 gotas/kg/dia, ÷ em 3 vezes por dia
- grandes: 5 a 10 gotas/kg/dia, ÷ em 3 vezes por dia.
ADULTOS: - pouco severos: 2 a 4 cápsulas/dia
- muito severos: 2 a 4 comprimidos/dia
Efeitos adversos:
Não associar a atropínicos (pode interferir no efeito destes)
Eventualmente pode dar ginecomastia, amenorréia, galactorréia e inibição da libido.
Altas doses podem levar a reações extrapiramidais (como distonias)
Em crianças pode dar alterações no sono e/ou excitação.

LORAZEPAM (Lorax, Mesmerin)
[comprimidos de 1 e 2mg]
Ação: *ansiolítico

CODEÍNA (Belacodid gotas) [receituário de controle especial - 2 vias]
[líquido com 20mg/ml (1 gota = 1mg)]
Ação: *analgésico opiáceo
Dose:
DOR: 3mg/kg/dia, 4/4 ou 6/6 horas VO (ou 0,5 a 1mg/kg/dose) [máximo de 60mg/dose, 120mg/dia]
Ou - 3 a 6 anos: 1 gota/ano 4 vezes por dia
- 6 a 12 anos: 2 gotas/ano 4 vezes por dia
- maiores que 12 anos: 30 a 40 gotas 4 vezes por dia.

CODEÍNA + PARACETAMOL (Tylex) [receituário de controle especial - 2 vias]
[comprimidos de 7,5 e 30mg] (ambos tem 500mg de paracetamol)
Ação: *analgésico opiáceo
Dose: 1 a 2 comprimidos de 4/4 horas
Observações:
- não recomendado para menores de 3 anos.
- não é recomendado durante a gravidez e lactação.

MEPERIDINA (Demerol, Dolantina)
[ampolas de 100mg/2ml]
Ação: *analgésico opiáceo (1/10 da potência da morfina)
Dose: - 1 a 2mg/kg/dose [máximo de 100mg/dose]
- 6mg/kg/dia, 4/4 horas, (VO), IM, EV
- (0,5mg/kg/hora em infusão contínua)
Observações:
- não usar com clorpromazina, prometazina e pacientes com PIC elevada.
- pode aumentar o limiar convulsivo.
- cuidado na asma brônquica.
- pode agravar a dor abdominal.
- pode causar retenção urinária.
- não precisa modificar a dose na insuficiência renal.
Antídoto: NALOXONA (Narcan)

MORFINA (Dimorf)
[DIMORF (sulfato de morfina): comprimidos de (2), 10 e 30mg]
[DIMORF LC: cápsulas de 30, 60 e 100mg]
[DIMORF SOLUÇÃO INJETÁVEL (cloridrato de morfina): ampolas de 10mg/1ml]
[DIMORF SP (sulfato de morfina): ampolas de 10ml com 5 ou 10mg]
Ação: *analgésico opiáceo.
Dose: 0,1 a 0,2mg/kg/dose, EV, IM, VR ou SC [máximo de 15mg/dia] (pode ser repetido a cada 4h)
(ou 2,6mg/kg/hora em infusão contínua)
Efeitos adversos:
Aumenta a PIC, náuseas, vômitos, constipação, hipotensão, bradicardia, miose, tontura, fadiga.
Observações:
Reduzir a dose no hipotireoidismo, hipoadrenalismo e em pacientes usando depressores do SNC.
NÃO USAR "EV" NAS CRIANÇAS OU EM ASMÁTICOS, SEM VENTILAÇÃO ARTIFICIAL.
Cuidado com obesos e enfisematosos.
Pode precipitar crises de asma nos pacientes anestesiados.

FENTANILA (Fentanil)
[0,05mg de fentanila base / ml]
Ação: *analgésico opiáceo
Observações:
- 100 a 500 vezes mais potente que a morfina.
- é o opióide de escolha para analgesia em procedimentos curtos.
- poucos efeitos cardiovasculares, libera menos histamina.
Dose:
(EV, transdérmico, SC, SL(?))
CRIANÇAS: - 0,001 a 0,005mg/kg/dose, de 1/1 ou 2/2 horas (máximo de 0,05mg/dose)
- (ou 0,01mg/kg/hora em infusão contínua)
Pico de ação em 30 segundos, duração de 1 a 2 horas.

PROPOXIFENO (Doloxene - A, Algafan) [receituário de controle especial - 2 vias]
[DOLOXENE - A: comprimidos de 50mg de cloridrato de propoxifeno + 325mg de AAS]
[ALGAFAN: comprimidos de 50mg; ampolas de 75mg (para uso IM)]
Ação:
*analgésico moderado (com efeitos semelhantes aos opiáceos)
Antiinflamatório não esteróide
Dose:
- 1 comprimido até de 4/4 horas
- 2 a 3 mg/kg/dia, ÷ em 4/4 ou 6/6 horas. [máximo de 100mg/dose]
Observações:
O uso do propoxifeno não substitui a morfina nos casos de dependência a esta droga
Efeitos adversos:
PODE DAR SEDAÇÃO (cuidado com associação com sedativos, inclusive álcool)
DÁ DEPENDÊNCIA (igual à codeína porém menos intensa)
Pode dar tontura, cefaléia, excitação paradoxal, insônia, distúrbios gastrointestinais (náuseas, vômitos, dor abdominal, constipação), euforia.
Superdosagem:
(efeitos semelhantes aos dos narcóticos): convulsões, coma, choque.
- nestes casos usar drogas narcóticas antagônicas como naloxona e nalorfina EV.
- fazer também, se possível, lavagem gástrica.
- dar O2 e hidratar.

PARACETAMOL + CAFEÍNA (Excedrin)
[comprimidos de 500mg + 65mg]
Ação: *enxaqueca
Dose: 2 comprimidos até de 6/6 horas.

DERIVADOS DA ERGOTAMINA (Ormigrein, Cafergot, Migrane)
[comprimidos de 1mg de ergotamina + 100mg de cafeína] [MIGRANE tem AAS]
Ação: *enxaqueca
Dose:
- 1 a 2 comprimidos no início e, 1 comprimido a cada 30 minutos se necessário
- (máximo de 4 a 6 comprimidos por dia, 6 a 10 comprimidos por semana).
Contra-indicações :
- doença coronariana;
- HAS não controlada;
- gravidez e lactação

DERIVADOS DA DIIDROERGOTAMINA (Parcel, Tonopan, Cefalium, Cefaliv)
[PARCEL: diidroergotamina: 1mg + paracetamol: 450mg + cafeína 40mg]
[TONOPAN: diidroergotamina: 0,5mg + propifenazona: 125mg + butalbital: 45mg + cafeína: 40mg]
[CEFALIUM: diidroergotamina: 1mg + paracetamol: 450mg + cafeína 40mg + metoclopramida]
[CEFALIV: diidroergotamina: 1mg + dipirona + cafeína 40mg]
Ação: *enxaqueca
Observações: não usar com Eritromicina.
Contra-indicações :
- doença coronariana;
- HAS não controlada;
- gravidez e lactação

MUCATO de ISOMETEPTENO (Neosaldina)
[drágeas de 30mg; líquido de 50mg/ml] (contém DIPIRONA)
Ação: *enxaqueca. Maior eficácia nas áuras visuais.
Dose:
- lactentes: 1 a 5 gotas, 3 vezes por dia
- 1 a 5 anos: 5 a 10 gotas, 3 vezes por dia
- 5 a 10 anos: 10 a 20 gotas, 3 vezes por dia
- 10 a 20 anos: 15 a 30 gotas, 3 vezes por dia
Contra-indicações :
- doença coronariana;
- HAS não controlada;
- gravidez
- glaucoma

SUMATRIPTANO (Imigran, Sumax)
[comprimidos de 50 e 100mg (caixa com 2 comprimidos)]
[comprimidos de25mg (caixa com 4 comprimidos)]
[injetável: (cartucho com 1 seringa de vidro) 6mg/0,5ml]
[SUMAX: aplicador nasal: 20mg/aplicação e 10mg/ aplicação (2 doses)]
Ação: *enxaqueca
Agonista específico e seletivo para receptores 5-HT1
Dose:
VO: 1 comprimido (50mg) é suficiente.
- Caso os sintomas persistam é possível tomar até 3 comprimidos num período máximo de 24h com, no mínimo, 2 horas de intervalo entre as doses.
SC: 6mg (50% melhoram em 30 minutos) (uma segunda dose não tem efeito apreciável)
- Usar 8mg SC em vez de 6mg tem o mesmo efeito.
- Se necessário, pode ser repetida nova injeção de 6mg (SC) 1 hora (no mínimo) após a 1ª injeção
- Máximo de 2 injeções (12mg) num período de 24 horas
- NUNCA EV.
Efeitos adversos:
Sonolência, fraqueza, cansaço, dor temporária no local da injeção, sensação de peso ou calor (no local da injeção, formigamento, pressão ou tensão.
Os sintomas são geralmente transitórios; podem ser intensos e afetar qualquer parte do corpo, incluíndo peito e garganta.
Contra indicações:
Isquemia cardíaca, IAM, HAS não controlada, enxaqueca hemiplégica, uso de MAO ou lítio, uso de derivados da ergotamina (dá vasoespasmo prolongado). GRAVIDEZ.
Observações:
Não interage com o propranolol, com a diidroergotamina, pizotifeno, álcool e flunarizina.
Não é recomendado para menores de 18 anos ou maiores de 65 anos.

ZOLMITRIPTANO (Zomig)
[comprimido de 2,5mg]
Ação: *enxaqueca
Dose: 1 comprimido durante a crise. (máximo de 2 comprimidos por dia)

RIZATRIPTANO (Maxalt)
[comprimidos de 5 e 10mg]
Ação: potente agonista serotoninérgico; causa constricção seletiva das artérias extracerebrais e intracranianas.
Contra-indicações:
- uso concomitante de inibidores da MAO.
- HAS não controlada.
- doença arterial coronariana (principalmente isquêmica).
Precauções:
- no administrar a pacientes com enxaqueca basilar ou hemiplégica.
- os comprimidos contém aspartame (cuidado com fenilcetonúricos).
- não é recomendado para uso em pacientes com menos de 18 anos.
- o propranolol aumenta os níveis séricos do rizatriptano (usar 5mg).
Dose: 1 comprimido de 10mg. Se for necessário repetir a dose, fazê-lo apenas depois de 2 horas.
- (máximo de 30mg/24 horas).
Efeitos adversos:
- mais comuns: tontura, sonolência, astenia / fadiga.
- pode ocorrer também: dor torácica, dor abdominal; palpitações, taquicardia; náuseas, vômitos, boca seca, diarréia, dispepsia, sede; dor no pescoço; fraqueza muscular; cefaléia, parestesias, tremor, ataxia, vertigem, desorientação.

NARATRIPTANO (Naramig)
[comprimidos de 2,5mg]
Dose: 1 comprimido VO (máximo de 2 comprimidos por dia)

PROPRANOLOL (Propranolol, Rebaten LA, Inderal, Tenadren) (tratamento do tremor essencial)
[comprimidos de 10, 40 e 80mg]
[REBATEN LA: cápsulas de 80 e 160mg]
[TENADREN: propranolol/hidroclorotiazida]
Ação: *enxaqueca, tratamento do tremor essencial
Dose:
ENXAQUECA
- CRIANÇAS: iniciar com 10mg 2 vezes por dia (podendo aumentar até 4 vezes por dia).
- (ou 1,5 a 3mg/kg/dia VO)
- ADOLESCENTES: iniciar com 20mg 2 vezes por dia (podendo ser aumentado até 4 vezes por dia).
- fazer sempre uma retirada gradual em algumas semanas.
- ADULTO: (alguns sugerem que no adulto deve se iniciar com 20mg 3x/dia) ou (1 a 3 cápsulas 1x/dia).
ANTI-HIPERTENSIVO
- (ADULTOS): 80 a 320mg/dia, ÷ em (2) 3 a 4 vezes por dia, ou REBATEN LA 1x/dia.
TREMOR ESSENCIAL
- iniciar com REBATEN LA 80mg a noite. Pode ser aumentado até 240mg (320mg por dia)
Contra-indicações: insuficiência cardíaca, arritmias, BAV, diabetes mellitus, doenças arteriais periféricas, asma, DBPOC.
Efeitos adversos (ver também BETABLOQUEADORES em "Condutas Clínicas"):
- fraqueza, pesadelos, náuseas, vômitos, dor abdominal, broncoespasmo.
- muito cuidado com asmáticos e deprimidos.
- pode precipitar ICC e BAV
- pode aumentar a hipoglicemia induzida pela insulina e mascarar sintomas hipoglicêmicos.
- aumenta os níveis séricos dos triglicerídeos e colesterol.
- ocasionalmente pode ocorrer depressão, cansaço e insônia, reações semelhantes ao LES, olhos secos, impotência.
Observações:
- NÃO USAR PROPRANOLOL com HALOPERIDOL (pode dar hipotensão e parada cardíaca).
- o gel de hidróxido de alumínio reduz consideravelmente a absorção intestinal do propranolol.
- o álcool etílico reduz a velocidade de absorção do propranolol.
- a fenitoína, o fenobarbital e a rifampicina aceleram a depuração do propranolol.
- a clorpromazina, quando usada concomitantemente com propranolol, resulta no aumento do nível plasmático de ambas as drogas.
- a cimetidina diminui o metabolismo hepático do propranolol retardando sua eliminação e aumentando os níveis sangüíneos da droga.
- a depuração da teofilina é reduzido pelo propranolol.

METOPROLOL (Seloken)
[SELOKEN: comprimidos de 100mg; ampolas de 5mg/5ml]
[SELOKEN DURILES: comprimidos de 200mg]
- USO ADULTO -
Ação: hipertensão arterial, arritmias (em especial as taquicardias supraventriculares), angina, IAM, tratamento sintomático no hipertireoidismo, profilaxia da enxaqueca.
- betabloqueador cardioseletivo (receptores beta - 1) [reduz a freqüência, a contratilidade, o débito cardíaco e a pressão arterial]
Observações:
- pico plasmático em 1,5 a 2 horas.
- devido ao extenso efeito de primeira passagem, somente 50% de uma única dose alcança a circulação sistêmica. Após administrações repetidas, a biodisponibilidade aumenta (para 70%).
- a ingestão com alimentos aumenta a biodisponibilidade.
- cuidado com gestantes.
- não usar em pacientes que façam uso de IMAO.
- a cimetidina eleva os níveis séricos do metoprolol.
- a indometacina diminui o efeito anti-hipertensivo.
Contra-indicações (ver também BETABLOQUEADORES em "Condutas Clínicas"):
- BAV e ICC
- choque cardiogênico
- hipotensão
Dose:
HIPERTENSÃO: 100 a 200mg, em dose única pela manhã ou, ÷ em 2x/dia.
ANGINA PECTORIS: 100 a 200mg, em dose única pela manhã ou, ÷ em 2x/dia.
ARRITMIAS: - oral: ½ a 1 comprimido (100mg) 2x/dia
- EV: 5mg (5ml) EV, 1 a 2mg/minuto. Pode ser repetida de 5/5 minutos
- (geralmente 10 a 15mg é suficiente; não adianta usar mais que 20mg)
IAM:- (com o paciente estável hemodinamicamente): 5mg EV 2/2 minutos (desde que o pac. Não sinta-se mal)
- manutenção com 50mg VO 6/6 horas (começando 15 minutos após a última injeção), durante 48 horas.
- a seguir, manutenção com 100mg 2x/dia.
HIPERTIREOIDISMO: 50mg 3 a 4x/dia, VO.
ENXAQUECA: 50 a 100mg, 2x/dia
Efeitos adversos:
- astenia, tonturas, cefaléia, bradicardia, náuseas, vômitos, dor abdominal, dispnéia ao exercício.
- raramente: cãibras, parestesias, depressão, sonolência, pesadelos, diarréia ou constipação.

ATENOLOL (Atenol)
[comprimidos de 25mg; 50 e 100mg]
Ação: beta bloqueador
Dose: 2 a 3 x/dia
PINDOLOL (Visken)
[comprimidos de 5 e 10mg]
Ação: *antihipertensivo, betabloqueador
Dose: 10 a 30mg/dia.
Efeitos adversos (ver também BETABLOQUEADORES em "Condutas Clínicas"):
- betabloqueadores aumentam os triglicérides e o colesterol.

NADOLOL (Corgard)
[comprimidos de 40 e 80mg]
Ação: betabloqueador.
Dose (nas enxaquecas): 20 a 40mg/dia, dose única.
Efeitos adversos (ver também BETABLOQUEADORES em "Condutas Clínicas")

PIZOTIFENO (Sandomigran)
[drágeas de 0,5mg]
Ação: *enxaqueca (eficácia de 60%)
Dose:- iniciar com 1 drágea por dia. Aumentos graduais de até 1 drágea 3 vezes por dia.
- na criança com enxaqueca: 0,05 a 0,1mg/dia (÷ em 1 a 2x/dia). Começar com ½ comprimido 2x/dia.
Efeitos adversos: sonolência e aumento de peso.

CIPROHEPTADINA (Periatin)
[comprimidos de 4mg; líquido de 2mg/5ml]
Ação:- enxaqueca (é a escolha nos pacientes com ASMA)
- nas síndromes serotoninérgicas funciona como antagonista serotonínico.
Dose:
Iniciar com 2 a 4mg/ dia, ÷ em 3 a 4 vezes por dia. (ou 0,25mg/kg/dia)
Aumentos graduais até 8mg/dia nas crianças pequenas e 16mg/dia nas crianças maiores.
Efeitos adversos:
Sedação e aumento do apetite.

METISERGIDA (Deserila)
[drágeas de 1mg]
Ação: *enxaqueca (maior eficácia no "cluster" e pacientes com mais de uma crise por semana)
Dose: 2 a 6mg/dia (para uso na profilaxia; não alivia a dor)
Observações:
Não usar por mais de 6 meses.
Preferencialmente não usar em menores de 12 anos.
Efeitos adversos:
- pode causar fibrose pleuropulmonar, cardíaca e retroperitoneal.
- náuseas, vômitos, desconforto abdominal, dor epigástrica, cãibras, diarréia ou constipação.
- eventualmente insônia, confusão mental, ansiedade, astenia, artralgia, ganho de peso.
- vasoconstrição periférica com palidez distal, claudicação intermitente, angina.

METILFENIDATO (Ritalina)
[comprimidos de 10mg (sulcados)]
Ação: *estimulante
Observações:
Efeito rápido, poucos efeitos colaterais, bons resultados.
Dose:
Dose eficaz usual: 0,3 a 0,7mg/kg (não mais de 60mg/dia)
Menores de 8 anos (ou menores de 25kg): iniciar com 5mg/dia
Maiores de 8 anos (ou maiores de 25kg): iniciar com 10mg/dia
- iniciar sempre com dose única matinal (preferencialmente num final de semana)
- se a medicação for efetiva, tomar a dose antes de ir para a escola e observar os efeitos por 1 semana.
- se necessário, fazer aumentos semanais de 2,5 a 5mg por vez (dependendo do peso).
- encontrada a dose ideal, ÷ em 2 a 3 vezes por dia (intervalo de 3 a 4 horas; exemplo: 7:30h, 11h, 15h)
- usar mesmo nos finais de semana.
- reavaliar depois de 2 a 3 semanas.
- após vários meses (6 a 12 meses), talvez seja necessário aumentar a dose.
- NÃO USAR COM LEITE.
- controlar peso, altura e pressão arterial.
- cuidado com o efeito rebote (quanto ao comportamento); se estiver tomando apenas duas doses diárias, dividir a dose diária e 3 vezes por dia (a última dose, em casa, pode ser uma dose menor).
- NÃO usar no glaucoma; NÃO usar em menores de 6 anos; NÃO usar com antidepressivos.
Efeitos adversos:
- nervosismo e insônia são efeitos comuns. Pode haver perda do apetite (muitas vezes apenas tempor.)
- cefaléia, tonturas, sonolência, cãibras, tiques.
- aumenta o limiar convulsivo.
- dor abdominal, náuseas, vômitos, boca seca.
- taquicardia, arritmias, angina.
- prurido, urticária, artralgia, queda de cabelo.
- retardo no desenvolvimento pondo-estatural quando uso crônico em crianças.
- PODE CAUSAR DEPENDÊNCIA FÍSICA E PSÍQUICA.

DEXTROANFETAMINA
- iniciar com 2,5 a 5mg de manhã (1 vez por dia).
- seguir o protocolo do metilfenidato para aumentos progressivos.
- maior supressão do apetite e distúrbios do sono.

XAROPE DE CAFEÍNA
[cafeína a 2% (20mg/ml)]
Mandar fazer cafeína a 2% + xarope de framboesa 400 a 600ml
Dose: 15 a 30mg/kg/dia, ÷ em 2 a 3 vezes por dia.

NEOSTIGMINA (Prostigmine)
[comprimidos de 15mg; ampolas de 0,5mg/ml]
Ação: Miastenia Gravis
Dose:
CRIANÇAS MENORES: 1 a 2mg de 4/4 horas VO (ou 0,3mg/kg 3/3 horas)
CRIANÇAS MAIORES: 7,5 a 15mg de 4/4 horas VO.
Efeitos adversos:
Pode dar sudorese, náuseas, bradicardia e piorar asma.

PIRIDOSTIGMINA (Mestinon)
[comprimidos de 60mg; (ampolas de 1mg ?)]
Ação: Miastenia Gravis
Dose:
CRIANÇAS MENORES: 7mg/kg/dia ÷ em 5 a 6 doses diárias (4/4 horas) VO (ou 1mg/kg 4/4 horas).
CRIANÇAS MAIORES: 30 a 45mg 5 a 6 vezes por dia VO.
- limites: - até 6 anos: 30mg/dia
- 6 a 12 anos: 60mg/dia
- mais de 12 anos: 90mg/dia
Efeitos adversos:
Pode dar sudorese, náuseas, bradicardia e piorar asma.

NEOSTIGMINA (Prostigmine) <>
[metilsulfato de neostigmine]
Ação: Miastenia Gravis
Doses:
0,04mg/kg/dose IM
0,02mg/kg/dose EV
(0,02mg/kg/dose + atropina 0,01mg/kg SC)
Aguardar de 10 a 15 minutos.

CLORETO DE EDROFÔNIO (Tensilon) <>
Ação: Miastenia Gravis
Doses:
Menores de 34kg: 0,1ml (1mg) EV (resposta em até 15 segundos); ou 2mg IM.
Maiores de 34kg: 0,2ml (2mg) EV (resposta em até 15 segundos); ou 5mg IM.

BETAMETASONA (Betnovate, Diprosone) <>
[BETNOVATE: creme ou pomada]
[DIPROSONE: creme, pomada e loção]
Observação: o Quadriderm tem gentamicina associado.
Dose: 1 ou 2 vezes por dia.

BETAMETASONA (Celestone, Celestone soluspan, Diprospan)
[CELESTONE: comprimidos de 0,5 e 2mg]
[CELESTONE SOLUSPAN: ampolas de 3mg/1ml]
[DIPROSPAN: ampola de 1ml (com seringa própria) com 5mg de dipropionato de betam. E 2mg de fosfato dissódico]
Ação: *corticóide, *antiinflamatório, *antiaérgico
Dose: em média 1ml/semana. IM
- DIPROSPAN: 1 ampola IM profundo (NÃO USAR EV OU SC)
Precauções:
- evitar em pacientes com úlcera péptica ativa ou latente, insuficiência renal, hipertensão, osteoporose e miastenia gravis; pacientes com infecções sistêmicas por fungos.
- evitar imunizações.
- não usar em pacientes com púrpura trombocitopênica idiopática.
Efeitos adversos:
- os corticóides podem agravar uma instabilidade emocional ou tendências psicóticas preexistentes.
- o uso em pacientes que estejam tomando glicosídeos cardíacos pode aumentar a possibilidade de arritmias ou intoxicação digitálica associadas à hipocalemia.

BETAMETASONA + DEXCLORFENIRAMINA (Celestamine)
[comprimidos de 0,25mg + 2mg; xarope de 0,25mg + 2mg + 2g de açúcar / 5ml]
Ação: *corticóide e anti-histamínico
Usado nas alergias devias aéreas.
Dose:
2 a 6 anos: ¼ a ½ colher das de chá, 3 vezes por dia (não mais de 2 colheres por dia)
6 a 12 anos: ½ comprimido ou ½ colher das de chá, 3 vezes por dia
- (não mais de 4 comprimidos ou 4 colheres por dia)
Maiores de 12 anos: 1 a 2 comprimidos ou 1a 2 colheres das de chá, 3 a 4 vezes por dia
- (após as refeições e ao deitar)

PREDNISONA (Meticorten, Artinizona)
[comprimidos de 5 e 20mg]
[alternativa para crianças: PRELONE (prednisolona) equivalência igual à prednisona, solução oral 3mg/ml)
ENXAQUECA: (1mg/kg até o máximo de 60mg)/dia durante 3 a 5 dias (retirar gradualmente).
S. De WEST: 2mg/kg/dia (usar de 1 a 10 meses).
Precauções:
- evitar em pacientes com úlcera péptica ativa ou latente, insuficiência renal, hipertensão, osteoporose e miastenia gravis; pacientes com infecções sistêmicas por fungos.
- evitar imunizações.
Efeitos adversos:
- DISTÚRBIOS HIDROELETROLÍTICOS: retenção de sódio e água, ICC em pacientes sucetíveis, perda de potássio, alcalose hipocalêmica, hipertensão.
- OSTEOMUSCULARES: fraqueza, miopatia, perda de massa muscular, piora da miastenia, osteoporose, necrose asséptica da cabeça do fêmur e do úmero, fraturas patológicas de ossos longos e vértebras, ruptura de tendão.
- GASTROINTESTINAIS: úlcera péptica com possível perfuração e hemorragia,, pancreatite, distensão abdominal, esofagite ulcerativa.
- DERMATOLÓGICOS: petéquias e equimoses, eritema facial, retardo na cicatrização, atrofia cutânea, sudorese excessiva, supressão da reação a testes cutâneos, urticária, edema angioneurótico, dermatite alérgica.
- NEUROLÓGICOS: convulsões, aumento da PIC com papiledema (pseudo tumor) (geralmente após tratamento), vertigem, cefaléia.
- ENDÓCRINOS: irregularidades menstruais, desenvolvimento de estado Cushingóide, insuficiência de suprarenal ou hipofisária secundária (principalmente nos casos de stress como cirurgias, trauma ou doença), redução da tolerância aos carboidratos, manifestação de diabete latente, aumento da necessidade de insulina ou hipoglicemiantes orais, supressão do crescimento fetal ou infantil.
- OFTALMOLÓGICOS: catarata subcapsular posterior, aumento da pressão intra-ocular, glaucoma, exoftalmia.
- METABÓLICOS: balanço nitrogenado negativo devido ao catabolismo protéico.
- PSIQUIÁTRICOS: euforia, depressão grave com manifestações psicóticas, alterações da personalidade, hiperirritabilidade, insônia, alterações do humor.

DEXAMETASONA (Decadron, Duo-Decadron)
[ampolas de 2mg/1ml; frascos ampolas de 10mg/2,5ml (4mg/ml); elixir com 0,5mg/5ml;
Comprimidos de 0,5 - 0,75 - 4mg]
[DUO-DECADRON (fosfato dissódico e acetato de dexametasona) frasco-ampola de 2ml]
Ação: edema vasogênico e inflamatório.
Dose:
LARINGITE: 1 frasco-ampola IM.
EDEMA CEREBRAL
- dose de ataque: 0,75 a 1mg/kg (adultos: 10mg)
- dose de manutenção: 0,5mg/kg/dia ÷ em 6/6 horas (adultos: 4mg 6/6 horas)
NEUROCISTICERCOSE e MENINGITES BACTERIANAS AGUDAS
- crianças: 0,1 a 0,6mg/kg/dia, 6/6 horas (crianças menores de 2 meses: 0,15mg/kg/dia)
- iniciar 20 a 30 minutos antes da antibioticoterapia
- adultos: - 0,75 a 16mg/dia
- mais indicado nas formas agudas da neurocisticercose.
- manter por pelo menos 2 dias.
ENXAQUECA NAS CRIANÇAS: 0,25mg/kg/dose EV.
Precauções:
- no caso de S. Pneumoniae, a dexametasona pode diminuir a penetração da Vancomicina (se esta for necessária). Nestes casos, ou associar Rifampicina ou suspender a Dexametasona.
- evitar em pacientes com úlcera péptica ativa ou latente, insuficiência renal, hipertensão, osteoporose e miastenia gravis; pacientes com infecções sistêmicas por fungos.
- evitar imunizações.
- não usar em pacientes com púrpura trombocitopênica idiopática.
Efeitos adversos:
- os corticóides podem agravar uma instabilidade emocional ou tendências psicóticas preexistentes.
- o uso em pacientes que estejam tomando glicosídeos cardíacos pode aumentar a possibilidade de arritmias ou intoxicação digitálica associadas à hipocalemia.
(ver efeitos adversos da PREDNISONA)

METILPREDNISOLONA (Depo-Medrol, Solu-Medrol)
[DEPO-MEDROL: acetato de metilprednisolona: frascos com 2ml (40mg/ml)]
[SOLU-MEDROL: succinato de metilprednisolona: frascos com 2ml (125mg) + diluente
- frascos com 8ml (500mg) + diluente]
Ação: *antiinflamatório esteróide (usado nas pulso-terapias em neuropatias periféricas)
Dose: 1 a 1,5g (2g) / dia / 3 dias
Efeitos adversos: hipertensão, desequilíbrio eletrolítico, hiperglicemia.

DEFLAZACORT (Calcort, Denacen, Deflanil)
(deflazacort 6mg = prednisona 5mg)
[CALCORT, DENACEN: comprimidos de 6 e 30mg; gotas: 1gt=1mg]
[DEFLANIL: comprimidos de 7,5 e 30mg]
Ação:- glicocorticóide antiinflamatório e imunossupressor
(menor efeito hiperglicemiante e menor perda da densidade óssea que outros corticóides)
- eficácia semelhante à metilprednisolona
- usado no lupus (LES), artrite reumatóide, síndrome nefrótica, asma, dermatoses crônicas, hepatite crônica ativa, púrpura trombocitopênica idiopática.
Dose: - ADULTOS: iniciar com 6 a 90mg/dia, conforme a gravidade dos sintomas.
- CRIANÇAS: 0,22 a 1,65mg/kg/dia, ou em dias alternados.
Efeitos adversos: (semelhantes a todos os corticóides)

FEXOFENADINA (Allegra) (rinite alérgica)
[ALLEGRA: cápsulas de 60mg; comprimidos de 120 e 180mg]
[ALLEGRA D (fenoxfenadina/pseudoefedrina): comprimidos de 60 e 120mg] (rinite alérgica)
Ação: antihistamínico
Dose:
- ADULTOS (e maiores de 12 anos): 1 cápsula (60mg) 2x/dia (na insuficiência renal: 1x/dia)
- rinite alérgica: 1 comprimido (120mg) 1x/dia (na insuf. Renal: 1x/48 em 48h)
- urticária: 1 comprimido (180mg) 1x/dia (na insuf. Renal: 1x/48 em 48h)
Efeitos adversos:
- cefaléia, tonturas, náusea e fadiga.

PROMETAZINA (Fenergan)
[comprimidos de 25mg; xarope de 5mg/5ml; ampolas de 50mg/2ml]
Ação: *anti-histamínico, (anti-H1), fenotiazínico, sedativo, anticolinérgico (efeito anti-parkinsoniano mais suave e útil quando se usa haloperidol em pacientes psicóticos com deficiência mental).
Dose (para crianças): 0,5mg/kg/dose VO ou IM (pode ser dada dose dupla).

CETOTIFENO (Zaditen)
[comprimidos de 1mg; xarope de 0,2mg/ml]
Ação: *anti-histamínico. Atua principalmente na prevenção da crise de asma, não na asma já instalada.
Observação: tem efeito sedativo (principalmente nos primeiros dias).
Dose:
ADULTOS: 1 comprimido 2 vezes por dia (até 2 comprimidos 2 vezes por dia).
CRIANÇAS (maiores de 3 anos): normalmente 0,025mg (0,125ml)/kg 2 vezes por dia.
- de 14 a 20kg: 2,5ml 2 vezes por dia ou ½ comprimido 2 vezes por dia.
- de 20 a 30kg: 2,5ml de manhã e 5ml a noite ou ½ comp. De manhã e 1 comp. A noite.
- mais de 30kg: 5ml 2 vezes por dia ou 1 comprimido 2 vezes por dia.
- (máximo de 20ml/dia ou 4 comprimidos por dia).

DEXCLORFENIRAMINA (Polaramine) [indicado nas formas crônicas da neurocisticercose]
[comprimidos de 2mg; drágeas de 6mg; xarope de 2mg/5ml]
Ação: *anti-histamínico, (anti-H1), sedativo.
Dose (para crianças): 0,15mg/kg/dia ÷ em 6/6 horas, VO.
- ou - crianças de 2 a 6 anos: 1,25ml a 2,5ml 3 x/dia
- crianças de 6 a 12 anos: 2,5ml 3 x/dia
- adultos e maiores de 12 anos: 5ml 3 a 4 x/dia
Na NEUROCISTICERCOSE
- crianças: 0,2 a 0,5mg/kg/dia
- adultos: 6 a 18mg/dia
- mais indicado nas formas crônicas da neurocisticercose.
Cuidados:
- a dexclorfeniramina deve ser usada com cautela nos casos de glaucoma, úlceras gástricas ou duodenais, estenose de piloro, hipertrofia prostática, doenças cardiovasculares e hipertireoidismo.
Efeitos adversos:
- sonolência, vertigens, hipotensão, boca seca, ataxia, agitação, tontura, nervosismo, insônia, cefaléia,
- náuseas, vômitos, azia, diarréia, constipação; poliúria, dificuldade miccional,
- zumbidos, fadiga, euforia, sudorese, tremores, perda do apetite, diplopia,
- leucopenia, agranulocitose, urticária e choque anafilático.
- reduz o efeito de anticoagulantes orais.

DIFENIDRAMINA (Benadryl, Notuss)
[BENADRYL: xarope: 5ml (uma colher das de chá)
- citrato de sódio - 56,25mg
- cloreto de amônio 50mg
- difenidramina - 12,5mg
- mentol - 10mg ]
- (usado também no Parkinson (ver PARKINSON) 25mg 3x/dia (até 50mg 4x/dia)
[NOTUSS: xarope adulto e pediátrico: difenidramina, dropropizina, paracetamol
- adulto - pediátrico
- paracetamol - 50mg - 12mg
- difenidramina - 3mg - 1,5mg - anti-histamínico, anticolinérgico
- pseudoefedrina - 3mg - 1,5mg - vasoconstritor (descongest.)
- dropropizina - 3mg - 1,5mg - sedativo de ação perif.+miorrelaxante]
Contra-indicações:
- não usar em pacientes que estejam tomando inibidores da MAO. (risco de crise hipertensiva)
- [esperar 14 dias após o término da terapia com IMAO para iniciar uso do NOTUSS]
- cuidado com associação a medicamentos sedativos.
Ação: *anti-histamínico, *antitussígeno
Dose:
- ADULTOS (maiores de 12 anos): 15ml 12/12 horas.
- CRIANÇAS (de 6 a 12 anos): 5ml 3 a 4 x/dia
- CRIANÇAS (de 2 a 6 anos): 2,5ml 3 a 4 x/dia.
Efeitos adversos:
- sedação
- nervosismo, tontura, insônia

BUTAMIRATO (Besedan) antitussígeno
[xarope de 10mg/5ml; gotas de 10mg/ml (20 gotas)]
Ação: *antitussígeno

LORATADINE (Claritin)
[comprimidos de 10mg; xarope de 5mg/5ml]
Ação: *anti-histamínico tricíclico (anti-H1)
Observações:
** uso somente em crianças acima de 2 anos **
- 97 a 99% liga-se às proteínas plasmáticas.
- reduzir a dose na insuficiência renal.
- os níveis séricos aumentam se for usado, concomitantemente, cetoconazol, eritromicina ou cimetidina.
Dose:
ADULTOS (e crianças acima de 12 anos): 1 comprimido ou 2 medidas (10ml) 1 vez por dia.
CRIANÇAS:
- de 6 a 12 anos: - menores de 30kg: 5mg 1 vez por dia.
- maiores de 30kg: 10mg 1 vez por dia.
- de 2 a 6 anos: - 5mg 1 vez por dia.

ASTEMIZOL (Hismanal)
[comprimidos de 10mg; suspensão oral de 1mg/ml]
Ação: *anti-histamínico (anti-H1), não sedativo.
Dose:
CRIANÇAS: - menores de 6 anos: 1mg (1ml)/5kg 1 vez por dia.
- de 6 a 12 anos: ½ comprimido por dia.
ADULTOS (e maiores de 12 anos): 1 comprimido por dia.
Efeitos adversos:
Prurido, aumento de peso, parestesias benignas, convulsões.

EPINASTINA (Talerc)
[comprimidos de 10 e 20mg]
Ação: *anti-histamínico, antialérgico, não sedativo.
Dose: 1 comprimido por dia.

TERFENADINA (Teldane) proibido
[suspensão oral de 30mg/5ml; comprimidos de 60 e 120mg]
Ação: *anti-histamínico, (anti-H2)
Dose:
CRIANÇAS: maiores de 1 ano: 1mg/kg/dose, 12/12 horas.

CIMETIDINA (Cimetidina, Tagamet, Ulcinax)
[comprimidos de 200, 400 e 800mg; solução oral com 200mg/5ml; ampolas com 300mg]
Ação: *anti-histamínico, (anti-H2)
Dose:
20 a 40mg/kg/dia, 6/6 horas ou 12/12 horas
1 ampola + 20ml de AD, EV 6/6 horas (muito lentamente, mínimo de 2 minutos)
Ou 1 ampola IM 6/6 horas.

RANITIDINA (Antak, Zylium, Atagon, Label, Ranitil, Logat)
[comprimidos de 150 e 300mg]
[ANTAK: xarope de 150mg/5ml; ampolas de 50mg/2ml]
[ZYLIUM: ampolas de 50mg/5ml]
Ação: *anti-histamínico, (anti-H2)
Dose:
CRIANÇAS: 2 a 4mg/kg de 12/12 horas (máximo de 300mg/dia)
ADULTOS:
- úlcera duodenal: - iniciar com 300mg/dia, a noite, por 4 semanas.
- manter com 150mg/dia, a noite.
- úlcera gástrica: - iniciar com 150mg, 2 vezes por dia, por 4 semanas.
- manter com 150mg a noite.
IM: 1 ampola de 6/6 horas ou 8/8 horas
EV: 1 ampola + 20ml AD, 6/6 horas ou 8/8 horas muito lentamente! (mínimo de 2 minutos).
Efeitos adversos:
Cefaléia, náuseas, sonolência, diarréia. Eventualmente manchas e prurido na pele.
Observações:
Evitar na gravidez.
Quando na presença de IRA (ou IRC), usar apenas 150mg/dia.
Cuidado com BAV.

OMEPRAZOL (Gaspiren, Ogastro, Victrix, Gastrium, Omeprasec, Pantozol, Peprazol, Losec, Ulcozol)
[cápsulas de 10mg, 20mg e 40mg; ampolas com 40mg]
Ação: *antiácido; potente redutor da secreção gástrica.
Dose:
- 1 cápsula de 20mg/dia; antes do café da manhã.
- Úlcera Duodenal: 2 a 4 semanas; Úlcera Gástrica: 4 a 8 semanas
Observações:
- eliminação hepática.
- contraindicado na gravidez e lactação.
Efeitos adversos:
- pode causar prurido, eritema multiforme, alopécia, fraqueza muscular, cefaléia, sonolência, vertigens, depressão, náuseas, ginecomastia, leucopenia e trombocitopenia.

PANTOPRAZOL (Ziprol, Zurcal)
[comprimidos com 40mg]
Ação: *antiácido (causa potente e prolongada supressão da secreção ácida basal e estimulada)
Dose: 1 comprimido /dia. (não mastigar ou quebrar; ingerir inteiro antes ou durante o café da manhã).
- (não se recomendam tratamentos por períodos superiores a 8 semanas).
Efeitos adversos:
- contraindicado na gravidez e lactação.
- cefaléia, diarréia, náuseas, queixas abdominais e flatulência.
- pode causar depressão.

RABEPRAZOL (Pariet)
[comprimidos de 10 e 20mg]
Ação: *antiácido (causa potente e prolongada supressão da secreção ácida basal e estimulada)
Dose: 1 comprimido /dia. (não mastigar ou quebrar; ingerir inteiro antes, durante ou após o café da manhã).
Observações:
- contraindicado na gravidez e lactação.
- não precisa de ajuste em paciente idoso.
- começa a atuar em menos de 2 minutos.
Efeitos adversos:
- (mais freqüentes): cefaléia, diarréia, náuseas, dor abdominal, flatulência, astenia, erupção cutânea e boca seca.
- pode causar depressão.

DIMETICONA (Luftal, Finigás, Silidron)
[comprimidos de 40mg; líquido de 75mg/ml (30gts)]
Ação: antifisético
Dose: 1comprimido(15 a 20 gotas) a 2 comprimidos, 3 vezes por dia.

ALUMÍNIO (Pepsamar)
[comprimidos mastigáveis de 230mg; gel]
Ação: *antiácido
Dose: 2 a 4 comprimidos por dia; ou, 10ml 2 a 4x/dia (tomar ½ a 1 hora depois das refeições)
Efeitos adversos: constipação
Interações: interage com: tetraciclina, benzodiazepínicos, fenotiazínicos, digoxina, cetoconazol, levodopa, lítio.

ALUMÍNIO/MAGNÉSIO (Droxaine, Maalox Plus, Siludrox)
[DROXAINE: (alumínio 300mg, magnésio 100mg, oxetacaína 10mg) /5ml]
[MAALOX PLUS e SILUDROX: comprimidos mastigáveis com: alumínio 153mg, magnésio 200mg e dimeticona 25mg
- suspensão com:(alumínio 185mg, magnésio 200mg e dimeticona 25mg) /5ml]
Ação: *antiácido
Dose:
DROXAINE: 1 a 2 colheres das de chá (5 a 10ml) 4x/dia, 15 minutos antes das refeições (não + que 2 semanas)
MAALOX PUS e SILUDROX:
- adulto: 2 a 4 comprimidos por dia; ou, 5 a 10ml 4x/dia, 1 hora antes ou após as refeições.
- crianças: 1 a 2 comprimidos por dia; ou, 5ml 1 a 2x/dia
Contra-indicações:
- apendicite, insuficiência renal grave, hipofosfatemia, obstrução intestinal, gestação e lactação.
- aumenta os efeitos da quinidina.
- diminui os efeitos de bloqueadores H2, atenolol, metoprolol, propranolol, cloroquina, tetraciclina, etambutol, cetoconazol, fluorquinolonas, digoxina, indometacina, isoniazida, levodopa, lincomicina, neurolépticos, fenotiazinas, penicilinas, nitrofurantoína e sais de ferro.
- aumenta a excreção renal dos salicilatos.

EMEPRÔNIO, Brometo de (Cetiprin)
[comprimidos de 100mg]
Ação: incontinência urinária, enurese.
Dose:
ADULTOS: 2 a 3 comprimidos, 3x/dia.
CRIANÇAS: 1 a 3 comprimidos ao deitar, dissolvidos em líquido (bastante volume).
Observações:
Contra-indicado na retenção gástrica, glaucoma, bexiga flácida.

OXIBUTININA, Cloridrato de (Retemic, Incontinol)
[comprimidos de 5mg; xarope de 1mg/ml]
Ação: antiespasmódico que age diretamente na musculatura lisa (sem efeito na musculatura lisa dos vasos sangüíneos). Usado em pacientes com bexiga neurogênica reflexa e bexiga neurogênica espástica não inibida (aumenta a capacidade vesical, diminui a freqüência das contrações não inibidas do músculo detrussor, diminui a urgência e freqüência urinária). Usado também na incontinência urinária, noctúria e enurese noturna (em crianças maiores de 5 anos).
Contra - indicações:
- pacientes com glaucoma.
- colite ulcerativa, colite severa, miastenia gravis.
- não usar durante a gravidez e em crianças com menos de 5 anos de idade.
Observação: a administração de sedativos ou bebidas alcoólicas pode aumentar a sonolência causada pelo RETEMIC.
Dose:
- ADULTOS: 1 comprimido (ou 1 colher-medida = 5ml) 2 a 3x/dia.
- CRIANÇAS: 1 comprimido (ou 1 colher-medida = 5ml) 2x/dia.
- (começar gradualmente com ¼ de comprimido 2x/dia)
Efeitos adversos:
- boca seca, diminuição da transpiração, retenção urinária, visão turva, taquicardia, palpitações, midríase, sonolência, vertigens, insônia, vômitos, constipação, impotência, reações alérgicas.
Conduta na superdosagem: (efeitos causados por anticolinérgicos)
- lavagem gástrica imediata ou indução à emese (se possível) + administração de carvão ativado.
- controle da respiração, injeção EV de 0,5 a 2mg de fisostigmina (repetir se necessário, até o limite de 5mg).
- tratar hiperpirexia com bolsas de gelo ou compressas frias, ou com álcool.

BENZIDAMINA (Benflogin, Benzitrat)
[BENFLOGIN: solução oral de 30mg/ml (20gts/ml); drágeas de 50mg]
[BENZITRAT: líquido de 30mg/ml (25gts/ml); comprimidos de 50mg; colutório de 150mg/100ml]
Ação: *antiinflamatório
Dose:
Menores de 6 anos: 1,5mg/kg/dose, de 6/6 horas ou 8/8 horas (apenas Benflogin)
6 a 14 anos: - 50mg/dose, de 12/12 horas ou 24/24 horas (Benzitrat: máximo de 25gts/dose)
Maiores de 14 anos: 50mg/dose, cada 12/12 horas ou 8/8 horas.

DICLOFENACO (Cataflam, Voltaren, Biofenac, Flotac, Flogonac, Flogan)
[CATAFLAM: drágeas com 50mg; gotas de 15mg/ml (0,5mg/gota); supositórios de 12,5 e 75mg]
[CATAFLAM - D: comprimidos dispersíveis de 50mg]
[VOLTAREN: comprimidos de 50mg; 100mg; ampolas de 75mg]
[VOLTAREN SR 75: comprimidos de 75mg, de liberação lenta]
[BIOFENAC GOTAS: 15mg/ml (30gts)]
[FLOTAC: cápsulas com 70mg (diclofenaco + colestiramina) (diz-se que é absorvido mais rapidamente) 1 a 2x/d]
[FLOGAN: comprimidos de 50mg; ampolas de 75mg; gotas de 15mg/ml; supositórios de 12,5 e 75mg]
Ação: *antiinflamatório
Observação: usado no tratamento da dor da crise álgica de pacientes com anemia falciforme.
Contra-indicações:
- não deve ser usado no último trimestre de gravidez.
- (pode inibir o trabalho de parto, causar hemorragias, causar edema na mãe, fechamento prematuro do ducto arterioso)
Dose:
CRIANÇAS (maiores de 1 ano): - 0,5 a 2mg/kg/dose, 8/8 horas ou 12/12 horas
- (máximo de 50mg/dose ou 100mg/dia)
- ou 1gt (0,5mg)/kg, 2 a 3 x/dia
- 18 meses a 4 anos (11 a 15kg): 1 supositório de 12,5mg 12/12 horas
- 4 a 6 anos (15 a 20kg): 1 supositório de 12,5mg 8/8 horas
ADULTOS (ou maiores de 14 anos): - 50mg de 8/8 horas ou 12/12 horas
- ou 1 comprimido de SR 75, 1 a 2x/dia
- ou FLOTAC 1 cápsula 1 a 2x/dia
Efeitos adversos:
- aumenta os níveis plasmáticos da digoxina.
- reduz o efeito dos diuréticos.
- tem efeito anti-adesivo plaquetário.
- quando associado a corticóides, aumenta a possibilidade de hemorragias gastrointestinais.
- aumenta os níveis séricos do lítio.
- aumenta os níveis séricos do metotrexato (e, conseqüentemente, os efeitos tóxicos deste).
- o AAS diminui a concentração sérica do diclofenaco.

CICLOBENZAPRINA (Miosan)
[comprimidos de 5 e 10mg]
Ação: espasmos musculares, fibromialgias, lombalgia, cervicobraquialgias.
Dose: 1 comprimido (5 ou 10mg) 2 a 4 x/dia (não usar por mais de 2 a 3 semanas)
Contra-indicações:
- não associar a tricíclicos ou inibidores da MAO.
- evitar de usar em pacientes com arritmias, bloqueios ou alterações de condução, e ICC.
- evitar de usar em pacientes com hipertireoidismo.
- evitar de usar em pacientes com glaucoma ou retenção urinária.
Efeitos adversos:
- sonolência, boca seca, vertigens, cansaço, astenia, cefaléia.

CETOPROFENO (Profenid)
[cápsulas de 50mg e comprimidos 100mg; supositórios de 100mg; ampolas de 100mg/2ml; frascos ampola de 100mg; solução de 20mg/ml]
Ação: *antiinflamatório
Dose: máximo de 300mg/dia, ÷ em 3 a 4 doses diárias.
- nas cólicas renais pode ser feita 1 ampola, IM (ou EV, mas para isto é um frasco ampola de pó liofolizado - para uso somente EV).
- nas enxaquecas usar 1 supositório (100mg) VR.

DIPIRONA (Novalgina, Magnopyrol, Conmel, Anador)
[NOVALGINA: comp. De 500mg; solução oral de 50mg/ml; gotas de 500mg/ml; ampolas de 500mg/ml (2ml)]
[MAGNOPYROL: gotas de 400mg/ml (30 gotas)]
[CONMEL: comprimidos de 320mg; gotas de 500mg/ml]
[DIPIRONA: comprimidos de 500mg; gotas de 500mg/ml]
Ação: *antiinflamatório, *analgésico
Dose:
60mg/kg/dia (ou 6 a 15mg/kg/dose) 4/4 horas ou 6/6 horas; VO, IM, EV
- lactentes (de 5 a 8kg): 0,1 a 0,2ml IM (menores de 1 ano apenas IM)
- crianças de 9 a 15kg: 0,2 a 0,5ml EV ou IM
- crianças de 16 a 23kg: 0,3 a 0,8ml EV ou IM
- crianças de 24 a 30kg: 0,4 a 1ml EV ou IM
- crianças de 31 a 45kg: 0,5 a 1,5ml EV ou IM
- crianças de 46 a 53kg: 0,8 a 1,8ml EV ou IM
- doses máximas: - menores de 6 anos: não mais de 1500mg/dia [ou 66mg/kg/dia]
- de 6 a 12 anos: - não mais de 3000mg/dia [ou 66mg/kg/dia]
- maiores de 12 anos: não mais de 4000mg/dia
Efeitos adversos:
- aumenta a toxicidade dos hidantoinatos
- o uso crônico pode causar neutropenia e agranulocitose.
- hipotensão acentuada principalmente quando associado à clorpromazina.
- tumor de Wilms em crianças de mães que usaram dipirona durante a gravidez.
- não possui efeitos adversos gastrointestinais nem hepáticos, nem induz à nefrite analgésica.
- não há contra-indicações para uso em pacientes com hepatopatia e/ou nefropatia crônica.

PARACETAMOL (acetaminofeno) (Tylenol, Dôrico)
[TYLENOL: comprimidos de 750mg; gotas de 200mg/ml (1gota = 5mg); suspensão (líq. P/ crianças) 160mg/5ml;
TYLENOL BEBÊ 100mg/ml]
[DÔRICO: comprimidos de 500mg; gotas de 100mg/ml (1 gota = 5mg)]
Ação: *analgésico, *antitérmico
Dose:
Menores de 1 ano: 2 a 3 gotas/kg/dose, 6/6 horas; ou *
De 1 a 3 anos: 60 a 120mg, 6/6 horas; ou **
De 3 a 6 anos: 120mg de 6/6 horas; ou **
De 6 a 12 anos: 240mg de 6/6 horas; ou ** [dose diária máxima no adulto = 4g; crianças = 75mg/kg]
* TYLENOL BEBÊ - ** SUSPENSÃO
Peso (kg) dose (ml) - peso (kg) dose (ml)
2,7 - 3,9 0,4 - 12 - 15 5
4,0 - 5,9 0,6 - 16 - 21 7,5
6,0 - 7,9 0,8 - 22 - 26 10
8,0 - 9,9 1,0 - 27 - 32 12,5
10 - 11,9 1,2 - 33 - 43 15
Efeitos adversos:
- parece ser seguro para uso durante a gravidez. (mas procurar evitar de usar no 1° trimstre)
- falência hepática fulminante mesmo em doses terapêuticas. (principalmente se associado a bebidas alcoólicas)
- contraindicado em portadores de deficiência de G-6-PD.
- pode causar hepatotoxicidade grave em alcoólatras crônicos.
- uma possível hepatotoxicidade do paracetamol pode ser desencadeada pela administração de altas doses de: - PB, CBZ, DPH, fenotiazínicos, sulfas e rifampicina
- nefropatia analgésica (necrose papilar) pode ocorrer em 7 a 10% dos casos.
* nos casos de superdosagem: antídoto é a N-acetilcisteína a 20%.(FLUIMUCIL)
- EV:
- 150mg/kg + SG5% 200ml, EV em 15 minutos; seguidos de 3 perfusões de 50mg/kg + SG5% 500ml, após 4 horas, 8 horas e 8 horas, respectivamente.
- VO:
- diluir a 5% (50mg/ml) em água, suco ou refrigerante (preparado no momento da administração)
- (1 ampola de FLUIMUCIL 10% (3ml) + 3ml de AD; ou 1 ampola de FLUIMUCIL 20% (2ml) + 6ml de AD)
- iniciar com 140mg/kg VO,
- seguido de 70mg/kg VO 4/4h (máximo de 17 doses)
- corrigir hipoglicemia e dar vitamina K se necessário.

ÁCIDO ACETIL SALICÍLICO (Aspirina, AAS, Aspisin, Endosprin gotas, Ronal, Somalgin, Buferin)
[comprimidos de 100 e 500mg]
[ASPISIN GOTAS: 200mg/30gotas]
[ENDOSPRIN GOTAS: 10mg/gota]
Ação: *antiinflamatório, *analgésico
Dose: 65mg/kg/dia, de 4/4 horas ou 6/6 horas, VO (máximo de 4g/dia, ou 60 a 80mg/kg em crianças)
Efeitos adversos:
- broncoespasmo.
- diminuição da função renal.
- "salicilismo" (por uso prolongado ou doses elevadas): zumbido, cefaléia, vertigens e confusão.
- o uso crônico traz ototoxicidade e aumento da excreção do ácido úrico.
- aumenta os níveis séricos do VPA.
- relacionado com a S. De Reye (evitar em jovens e crianças com influenza e varicela).
- risco de sangramento intestinal grave quando associado ao uso de bebidas alcoólicas.
- no último trimestre de gravidez pode prolongar o trabalho de parto e o sangramento fetal e materno.

TICLOPIDINA (Ticlid, Plaketar)
[Cloridrato de Ticlopidina: comprimidos de 250mg]
Ação: *antiagregante plaquetário
Dose: 1 a 2 comprimidos por dia, durante as refeições.
Observações:
- não é recomendado para crianças.
- não usar durante a gravidez ou lactação.
- aumenta a toxicidade da teofilina.
- diminui o efeito da digoxina e ciclosporina.
- tem seu efeito diminuído se associado a antiácidos e corticóides.
Efeitos adversos:
- náuseas e diarréia.
- aumento no valor das provas de função hepática.
- elevação do colesterol e triglicerídeos.

CLOPIDOGREL (Iscover)
[comprimidos de ]
Ação: antiagregante plaquetário.
Dose: 1 comprimido por dia.

INDOMETACINA (Indocid) cefaléia pós-trauma (TCE)
[cápsulas de 25 e 50mg]
Ação: *antiinflamatório
- usado na hemicrânia paroxística. (25mg até 3 a 4 x/dia; iniciando com 1x/dia)
- e cefaléia pós-trauma (TCE)
Dose:
CRIANÇAS (maiores de 2 anos): 2 a 4 mg/kg/dia de 8/8 horas (dose máxima: 150 a 200mg/dia).
ADULTOS: iniciar com 25mg 3x/dia e aumentar para até 50mg 4x/dia se não houver melhora (200mg/dia).

NAPROXENO SÓDICO (Flanax, Naprosyn)
[FLANAX: comprimidos de 100, 275 e 550mg; suspensão oral de 25mg/ml]
[NAPROSYN: comprimidos de 250 e 500mg]
Ação: *antiinflamatório, *analgésico não narcótico, *antitérmico
- inibe a síntese de prostaglandinas e, assim, inibe também a agregação plaquetária.
Observação:
- contraindicado em pacientes que não possam receber AAS.
- liga-se 99% às proteínas. Por isso cuidado com os pacientes que estão recebendo PHT (este pode ter suas concentrações aumentadas).
- não usar no 1° trimestre de gravidez.
Dose:
ADULTOS: 550 a 1100mg/dia, ÷ em 12/12 horas (ou NAPROSYN 500mg 2x/dia)
CRIANÇAS: dose inicial de 10mg/kg e manutenção de 2,5 a 5mg/kg de 8/8 horas
- (não mais de 15mg/kg/dia depois do 1° dia, ou 500mg/dose, ou 1250mg/dia)
- ou 5 (nas ENXAQUECAS em criança) a 7 mg/kg/dose, de 8/8 horas ou 12/12 horas.
- para fins práticos:
- 1 a 3 anos: ½ medida de 8/8 horas
- 4 a 7 anos: 1 medida de 8/8 horas
- 8 a 12 anos: 1 a 2 medidas de 8/8 horas.
Efeitos adversos:
- efeitos gastrointestinais e sangramentos.
- reduz os efeitos antihipertensivos do propranolol.
- aumenta a toxicidade do metotrexate

NIMESULIDE (Scaflam, Nisulid)
[comprimidos de 100mg; suspensão oral de 10mg/ml; gotas de 50mg/ml (1 gota = 2,5mg)]
Ação: *antiinflamatório não esteróide, *analgésico, *antipirético
Dose:
ADULTOS: ½ a 1 comprimido (100mg) de 12/12 horas (máximo de 200mg 2x/dia).
CRIANÇAS: 5mg/kg/dose, de 12/12 horas
Efeitos adversos:
- sonolência, epigastralgia, sangramento, náuseas.
- contraindicado nas hemorragias, úlceras, alergia ao AAS, disfunções hepáticas e renais graves.

PIROXICAM (Inflax, Feldene, Inflamene, Iflanan, Lisedema)
[INFLAX: comp. De 10 e 20mg; comp. Solúvel de 20mg; ampolas de 40mg/2ml; gotas de 10mg/ml (20gts)]
[FELDENE: cápsulas de 10 e 20mg; comp. Solúveis de 20mg; comp. SL de 20mg; ampolas de 40mg/2ml]
[INFLAMENE: comprimidos de 20mg; gotas de 9mg/ml (20 gotas)]
[INFLANAN FC: comprimidos de 10 e 20mg; INFLANAN GOTAS: 10mg/ml (20 gotas)
[LISEDEMA 20: comprimidos de 20mg]
Ação: *antiinflamatório
Dose:
0,5mg (1gota)/kg/dia de 24/24 horas (máximo de 20mg)
1 comprimido em dose única por dia.
Crise de GOTA: 2 comprimidos em dose única ou 1 comprimido 2x/dia (por poucos dias)
Quando usado IM: 1 ampola/dia (nos glúteos).

PIROXICAM + BETA-CICLODEXTRINA (Flogene)
[FLOGENE GOTAS: 20mg/ml]
[FLOGENE CÁPSULAS: 20mg de piroxicam]
Ação: *antiinflamatório
Dose:
1 cápsula por dia.
1 gota/2kg/dia (dose única) (máximo de 20 gotas por dia)
Observações:
- não usar em menores de 1 ano.
- evitar usar com AAS e outros antiinflamatórios não hormonais. Pode piorar um estado de asma. Diminui a adesividade plaquetária e aumenta o tempo de coagulação.

MELOXICAM (Meloxil, Movatec)
[MELOXIL: comprimidos de 7,5 e 10mg]
[MOVATEC: comprimidos de 7,5 e 15mg]
Ação: *antiinflamatório não esteróide (indicado para o tratamento sintomático da artrite reumatóide), artroses e doenças degenerativas das articulações.
Dose: ARTRITE REUMATÓIDE: 10 a 15mg, 1x/dia
OSTEOARTRITES: 7,5mg, 1x/dia
Observações:
- a farmacocinética não se altera substancialmente nas insuficiências real e hepática, leve e moderada.
- não administrar a pacientes que tiveram asma.
- não administrar a pacientes que tenham úlcera péptica ativa, insuficiência renal ou hepática graves.
- (nos pacientes em hemodiálise, não exceder 7,5mg/dia)
- (nas cirroses clínicamente estáveis não há necessidade de alterar as doses)
- não administrar para menores de 15 anos.
Efeitos adversos:
- dispepsia, náuseas, vômitos, dor abdominal, constipação, flatulência, diarréia.
- anemia; prurido, erupção cutânea; tontura e cefaléia.
- aumenta a toxicidade hematológica do metotrexato.
- diminui a eficácia do DIU.

ROFECOXIB (Vioxx) – PROIBIDO!
[comprimidos de 12,5 e 25mg]
Ação: AINH, inibidor específico da COX-2. Não atua sobre a COX-1 (responsável pela citoproteção do GI, agregação plaquetária e função renal), daí não trazer problemas gastrointestinais e sangramentos.
- indicado para tratamento agudo e crônico da osteoartrite; alívio da dor e dismenorréia primária.
Contra-indicações:
- úlcera péptica ativa ou sangramento gastrointestinal.
- deve ser evitado no final da gravidez (pode fechar prematuramente o ducto arterioso)
Observações:
- metabolizado extensamente no fígado.
- precauções apenas nas situações de doença renal ou hepática avançadas.
Dose:
- dose única diária de 12,5 ou 25mg. (dose máxima de 50mg/dia por no máximo 5 dias).
Efeitos adversos:
- edema nos membros inferiores, hipertensão, azia, dispepsia, desconforto epigástrico, náuseas e diarréia.

CELECOXIB (Celebra)
[comprimidos de 100 e 200mg]
Ação: AINH, inibidor específico da COX-2. Não atua sobre a COX-1 (responsável pela citoproteção do GI, agregação plaquetária e função renal), daí não trazer problemas gastrointestinais e sangramentos.
- indicado para tratamento agudo e crônico da osteoartrite; alívio da dor e dismenorréia primária.
Contra-indicações:
- úlcera péptica ativa ou sangramento gastrointestinal.
- deve ser evitado no final da gravidez (pode fechar prematuramente o ducto arterioso)
Observações:
- metabolizado extensamente no fígado.
- precauções apenas nas situações de doença renal ou hepática avançadas.
Dose:
- 100 a 200mg 2x/dia (máximo de 400mg/dia) [intervalo de doses não menor que 4 horas)
Efeitos adversos:
- edema nos membros inferiores, hipertensão, azia, dispepsia, desconforto epigástrico, náuseas e diarréia.

LOXOPROFENO (Loxonin)
[comprimidos de 30mg]
Ação: AINH, inibidor específico da COX-2. Não atua sobre a COX-1 (responsável pela citoproteção do GI, agregação plaquetária e função renal), daí não trazer problemas gastrointestinais e sangramentos.
Dose: 1 comprimido 3x/dia

TENOXICAM (Tilatil)
[comprimidos de 20mg (10 comp./caixa); frascos ampola de 20mg/2ml]
Ação: *antiinflamatório não esteróide do grupo das oxiconas.
Dose:
1 comprimido por dia (excepcionalmente 2 comp./dia durante 2 dias; depois voltar à dose usual)
Observações:
- não associar a outros analgésicos antiinflamatórios não esteróides ou AAS.
- não usar em pessoas com reações do tipo asma, rinite, urticária quando usam a.a. Não esteróides.
- não usar com hipoglicemiantes orais e diuréticos poupadores de potássio. (pode dar IRA)
- não usar em pessoas que farão cirurgia.
- pode dar reações adversas iguais aos analgésicos antiinflamatórios não esteróides. Não há antídoto específico.

TRAMADOL (Tramal, Sylador, Sensitram)
[TRAMAL; SYLADOR: cápsulas de 50mg; gotas de 100mg/ml (40gts); ampolas de 1 e 2ml (50mg/ml) IM, EV]
[TRAMAL; SENSITRAM: comprimidos de 100mg]
Ação: *analgésico de ação central. Efeito semelhante aos opiáceos.
- em caso de intoxicação, usar NALOXONA -
Observações:
- não associar cominibidores da MAO.
- evitar associar com outros depressores do SNC.
- reduzir a dose nos casos de insuficiência hepática e/ou renal.
- tomar longe das refeições.
- não fazer tratamentos prolongados (existe o risco de dependência)
Dose:
ADULTOS (e maiores de 14 anos):- 1 cápsula ou 20 gotas.
- Se necessário, repetir a dose 30 a 60 minutos depois.
- máximo de 400mg/dia.
CRIANÇAS (e menores de 14 anos):- 1 a 2mg/kg
Efeitos adversos:
- pode haver sudorese (especialmente após EV rápido), tonturas, náuseas, vômitos, boca seca, sonolência e, raramente, hipotensão.
- os efeitos adversos surgem especialmente após esforços excessivos.
- existem casos isolados de convulsão.

CLONIXILATO DE LISINA (Dolamin)
[comprimidos de 125 e 250mg]
Ação: *antiinflamatório não hormonal de ação periférica (bloqueia a formação de prostaglandinas).
Dose: 125 ou 250mg de 6/6 horas ou 8/8 horas (por até 3 dias).
Efeitos adversos:
Efeitos colaterais podem manifestar-se no sistema digestivo.
OBS: existe um trabalho sugerindo o uso EV (apresentação desconhecida) no tratamento das crises de ENXAQUECA. [4ml (200mg) + SF 0,9% 20ml (máximo de 5ml/minuto)]. Melhora entre 30 e 90 minutos.
- Ef.adversos: tonturas, eventualmente dor epigástrica.

BUTIL ESCOPOLAMINA (hioscina) (Hioscina, Buscopan)
[BUSCOPAN COMPOSTO (tem dipirona): solução oral de 10mg/ml; drágeas de 10mg; amp. 20mg/5ml]
[BUSCOPAN PLUS (tem paracetamol): drágeas de 10mg]
[BUSCOPAN e HIOSCINA: ampolas de 20mg/1ml]
Ação: *antiespasmódico
Dose:
VO: - lactente: - 10gotas/dose, de 8/8 horas.
- maiores de 1 ano: - 10 a 20 gotas/dose, de 8/8 horas.
- escolar: - 30 gotas/dose, de 5/5 horas ou 8/8 horas.
SC, IM, EV: - lactentes e crianças pequenas: ¼ de ampola SC ou IM.
- escolares: - 1 ampola IM ou EV.

VIMINOL (Dividol)
[cápsulas de 70mg de viminol para-hidroxibenzoato = 50mg de viminol base] (embalagem c/12 caps)
Ação: *analgésico puro, de ação central (aumentando o limiar a dor). Não causa dependência.
Dose: 1 a 2 cápsulas, até de 6/6 horas.

CLOROFENOTIAZINOSCOPINA (Dorscopena)
[comprimidos de 0,75mg + dipirona 500mg; gotas de 1,5mg/ml; ampolas de 1,5mg + 1g /3ml]
Ação: *analgésico, *antiespasmódico

ÁCIDO MEFENÂMICO (Ponstan)
[comprimidos de 500mg]
Ação: *analgésico, *antitérmico

ADIFENINA (Lisador, Sedalene)
<>
[ampolas de 2ml; comprimidos]
Ação: *analgésico
Dose:
VO: 1 a 2 comprimidos de 6/6 horas.
IM (ou EV): ½ a 1 ampola de 6/6 horas.

ORFENADRINA (Dorflex)
[comprimidos com: orfenadrina 35mg, dipirona 300mg, cafeína 50mg; solução oral: (idem)/1ml]
Ação: *analgésico (dores musculares traumáticas ou inflamatórias, cefaléias tensionais).
Observações:
- não usar em glaucoma, obstrução pilórica ou duodenal, hipertrofia prostática, miastenia gravis devido à ação anticolinérgica da orfenadrina.
- não usar em menores de 12 anos.
- não usar com álcool, fenotiazínicos (pode dar hipo ou hipertermia) e propoxifeno.
Dose: 1 a 2 comprimidos (ou 30 a 60gts), 3 a 4 x/dia (esta já é a dose máxima)
Efeitos adversos:
- pode dar bradicardia, boca seca, midríase e "visão borrada" (dificuldade de acomodação visual).

CARISOPRODOL (Mioflex, Dorilax, Tandrilax, Beserol, Algi-Tanderil, Sedilax, Mio-Citalgan, Mionevrix)
[MIOFLEX: carisoprodol + paracetamol + fenilbutasona]
[DORILAX: carisoprodol + paracetamol + cafeína]
[TANDRILAX: carisoprodol + paracetamol + diclofenaco + cafeína]
[BESEROL: carisoprodol + paracetamol + diclofenaco + cafeína]
[ALGI-TANDERIL: carisoprodol + paracetamol + diclofenaco + cafeína]
[SEDILAX: carisoprodol + paracetamol + diclofenaco + cafeína]
[MIO-CITALGAN: carisoprodol + tiamina + piridoxina + cianocobalamina + paracetamol + cafeína]
[MIONEVRIX: carisoprodol + tiamina + piridoxina + cianocobalamina + dipirona]
Ação: *miorrelaxante de ação central (sedativo), *analgésico
Dose: 1 comprimido, 2x/dia (até 4x/dia) por 1 a 2 semanas.

FENAZOPIRIDINA (Pyridium)
[drágeas com 100 e 200mg de fenazopiridina]
Ação: corante que funciona como analgésico das vias urinárias.
Dose: 200mg 3x/dia, ingerir após as refeições. Por 2 dias apenas.
Efeitos adversos:
- produz coloração vermelho - alaranjada na urina e nas fezes, podendo causar manchas.
- cefaléia, náuseas, vômitos e diarréia.
- prurido, descoloração, reação anafilática e hepatite por hipersensibilidade.
- metemoglobinemia, anemia hemolítica.
- distúrbios visuais, litíase renal, icterícia

DIMENIDRINATO (Dramin)
[DRAMIN: comprimidos de 10mg]
[DRAMIN B6: comprimidos de 50mg + 10mg de B6]
[DRAMIN B6 pediátrico (gotas): 25mg/ml + 5mg de B6]
[DRAMIN B6 injetável (1ml): 50mg + 50mg de B6]
[DRAMIN B6 DL injetável (ampolas de 10ml):dimenidrinato - 30mg
- piridoxina (B6) - 50mg
- glicose - 1000mg
- D-frutose - 1000mg]
Ação: *antiemético, *anticinetósico
Dose:
ADULTO: - Dramin: 1 comprimido a cada 5 horas.
- Dramin B6 : 1 comprimido a cada 4 horas.
CRIANÇAS: - lactente: - 1 gota/kg 6/6 horas
- até 10 anos: - 10 gotas de 6/6 horas
- mais de 10 anos: - 20 gotas de 6/6 horas
- ( não ultrapassar 30mg/dia)
Dramin B6 injetável: - IM: 1 ampola até de 4/4 horas
- EV: ½ ampola + 10ml SF (ou SG) muito lentamente de 6/6 horas.
- (risco de esclerose vascular)
Dramin B6 DL (uso EV): - ADULTO: - 1 ampola de 8/8 horas, lentamente
- CRIANÇAS: - 1 a 5 anos: 12,5 a 25mg de dimenidrinato 2 a 3 x/dia
- 6 a 12 anos: 25 a 50mg 2 a 3 x/dia.
Efeitos adversos:
- sedação, sono, insônia, nervosismo, boca seca, retenção urinária.

METOCLOPRAMIDA (Plasil, Eucil)
[PLASIL: comprimidos de 10mg; solução oral de 5mg/5ml; ampolas de 10mg (2ml); gotas de 4mg/ml]
[EUCIL: comprimidos de 10mg; xarope de 1mg/ml; ampolas de 10mg; gotas ped. De 4mg/ml; supos. De 5 e 10mg]
[METOCLOPRAMIDA (solução injetável): 10mg/2ml]
Ação: antiemético; usado também como medicação anti-dopaminérgica com ação pró-cinética nas dispepsias
Dose:
- 0,5mg/kg/dia de 8/8 horas (não mais de 15mg/dia)
- crianças com menos de 6 anos não devem receber mais do que 0,1mg/kg/dose.
Contra-indicações:
- doenças extrapiramidais, epilepsia, gravidez.

TRIMEBUTINA (Debridat)
[comprimidos (200mg); e suspensão (100mg/15ml)]
Ação: antiemética e normalizadora da motilidade digestiva. Anestésico local. Os COMPRIMIDOS atuam em afecções de natureza dolorosa ou espasmódica do TGI, principalmente no nível do intestino delgado e grosso (diarréias, cólicas e colites). A SUSPENSÃO atua em afecções de natureza dolorosa ou espasmódica do TGI, principalmente no nível do esôfago e estômago (esofagites, hérnias de hiato, úlceras gástricas e duodenais, gastrites e intolerância a medicamentos.
Precauções: não usar, por enquanto, durante a gravidez.
Dose: - ADULTOS: 1 comprimido (ou 2 colheres medida = 30ml), 2 a 3x/dia.
- CRIANÇAS: 1ml/kg/dia, ÷ 2 a 3x/dia
- (até 6 meses: 2,5ml 3x/dia)
- (1 a 5 anos: 7,5ml 3x/dia)
- (5 a 10 anos: 10ml 3x/dia)
Efeitos adversos:
- alguns casos de cefaléia, "rash" cutâneo, tonturas e sonolência.

DOMPERIDONA (Motilium)
[comprimidos de 10mg; suspensão oral de 1mg/ml; ampolas de 2ml com 5mg/ml ou 2mg/ml]
Ação:- antiemético (não ultrapassa a barreira hematoencefálica o que dificilmente faz com que leve a reações extrapiramidais).
- antiemético de escolha em jovens.
- usado também como medicação anti-dopaminérgica com ação pró-cinética nas dispepsias.
Dose:
ADULTO: - 10ml ou 1 comprimido (ou 1 ampola IM) 3x/dia
CRIANÇAS: - ± 1ml para cada 3kg 3x/dia (criança com 10kg = 5ml; 15kg = 7,5ml; 20kg ou mais = 10ml)
- (ou 0,1 a 0,2mg/kg IM; que pode ser repetida de 3/3 ou 4/4 horas, até o máximo de 1mg/kg)
- (ou 0,3 a 0,4mg/kg/dose VR)
Observações:
**** não usar EV ****

BROMOPRIDA (Plamet, Digesan, Digerex)
[PLAMET: comprimidos de 10mg; ampolas de 10mg/2ml; gotas de 8mg/ml (30gts = 10mg)]
[DIGESAN e DIGEREX: cápsulas: 10mg; ampolas: 10mg/2ml; gotas ped.: 4mg/ml (24gts); solução oral: 1mg/ml]
Ação: *antiemético de uso na gravidez ; usado também como medicação pró-cinética nas dispepsias.
Dose:
ADULTOS: - 1 comprimido ou cápsula 3 a 4 (6)x/dia
- 30 gotas 3x/dia (Plamet), ou 10ml (10mg) 3 a 4(6)x/dia
- 1 a 2 ampolas (EV ou IM) por dia. (EV: puro ou diluído com SF ou SG)
CRIANÇAS: - 0,5 a 1mg/kg/dia ÷ em 2 a 3x/dia (3 a 6 gotas de Digesan/kg/dia), ou
- 0,5 a 1mg/kg/dia, IM, ÷ em 2x/dia.
Observação: não é recomendado no último trimestre de gravidez.

CISAPRIDA (Cinetic, Prepulsid, Cispride, Cisapan) *
[comprimidos de 5, 10 e 20mg; suspensão de 1mg/ml]
Ação: usado no refluxo gastroesofágico
(distúrbios do refluxo gastroesofageano; pseudo obstrução intestinal, com peristaltismo insuficiente e em estase dos conteúdos gástrico e intestinal).
Observações:
- evitar usar associado a: cetoconazol, itraconazol, miconazol, fluconazol; eritromicina, claritromocina; amitriptilina e maprotilina; clorpromazina; procainamida, quinidina e amiodarona; astemizol e terfenadina; inibidores da protease do HIV (ritonavir e indinavir).
- tomar 15 minutos antes das refeições.
Contra-indicações:
- não usar em menores de 3 meses.
- evitar usar em pacientes com vômitos e diarréia persistentes.
- pacientes com S. Do QT longo; ou história familiar de.
- não usar com drogas que prolonguem o intervalo QT.
- não usar em situações que prolonguem o intervalo QT, como: hipopotassemia (hipocalemia), e hipomagnesemia.
- não usar em pacientes com bradicardia clinicamente significante.
- não usar em pacientes com arritmias e bloqueios, cardiopatia congestiva ou isquêmica.
- não usar em pacientes com insuficiência renal crônica (principalmente naqueles em diálise)
- não usar em pacientes com DBPOC significativa.
Dose:
- ADULTO: 15 a 40mg/dia, ÷ em 2 a 4x/dia (5mg 3x/dia a 10mg 4x/dia)
- CRIANÇA (com peso de 25 a 50 kg): máximo de 5mg 4x/dia
- (1 comp. Ou 5ml na pipeta dosadora da suspensão oral = 5mg)
- CRIANÇA (com peso até 25 kg): 0,2mg/kg/dose 3 a 4x/dia. [dose máxima]
- (a suspensão oral é a mais indicada pois a dose está indicada na pipeta dosadora em - função do peso corporal)
Efeitos adversos:
- cólicas abdominais, borborigmo e diarréia. Raramente cefaléia e/ou tontura.
- nas superdosagens pode ocorrer também arritmias.
- nas crianças pode dar sedação, apatia e atonia.

BACLOFENO (Lioresal)
[comprimidos de 10mg]
Ação: *miorrelaxante, *antiespástico de ação pré-sináptica a nível medular. Atua melhor nas espasticidades por lesão medular que naquelas por lesão cerebral.
Dose: 0,75 a 2mg/kg/dia ÷ em 4 doses por dia (iniciar com ± 2,5mg 4x/dia). Aumentos de 3/3 dias s/n.
- dose máxima de 10 a 20mg (1 a 2 anos de idade) ou 30 a 60mg (2 a 10 anos de idade).
Efeitos adversos:
- pode dar tonturas, sonolência, náuseas, confusão mental.
- eventualmente mialgias, tremores, ataxia, alucinações e pesadelos e diminuir o limiar convulsivo.
- na superdosagem pode ocorrer depressão do SNC.
- quando retirar fazer redução gradual, pois aumenta o limiar convulsivo.

DANTROLENE (Dantrium)
[ *** parece não haver venda livre no mercado *** ]
[ampolas de dantrolene sódico]
Ação: *miorrelaxante, *antiespástico. Atua liberando o Cálcio após a placa motora.
Dose:
Iniciar com 0,5mg/kg, 1 a 2x/dia (máximo de 100mg 4x/dia ou 3mg/kg 4x/dia.
Efeitos adversos:
- tonturas, náuseas, fraqueza.
- não usar em pacientes com doença hepática ativa.

TIZANIDINA (Sirdalud)
[comprimidos de 2 e 4mg]
Ação: *miorrelaxante, *antiespástico de ação pré-sináptica a nível medular.
Dose:
CRIANÇAS: máximo de 4mg/kg nas contraturas e máximo de 12mg/kg nas espasticidades, ÷ 3 a 4x/dia.
ADULTOS: máximo de 12mg/dia nas contraturas e máximo de 36mg/kg nas espasticidades, ÷ 3 a 4x/dia.
Efeitos adversos:
Sonolência, tontura, boca seca, náuseas, hipotensão.

TOXINA BOTULÍNICA - A (Botox)
[frascos ampola de 100 U]
- (diluir em 10ml de SF 0,9% para musculatura de membros e 1 a 2ml para uso oftalmológico]
Ação:
Age bloqueando a liberação de acetilcolina na junção neuromuscular, reduzindo a força da contração espástica.
Dose e efeitos:
- a injeção é feita no(s) músculo(s) alvo, variando a dose com o volume da massa muscular (de 10 a 250 unidades). Não deve ser ultrapassados 300 a 400 U numa sessão, e deve se evitar novas aplicações num período menor que 2m (3m), para evitar a formação de anticorpos anti-toxina botulínica.
- o início do efeito clínico é observado cerca de 4 a 7 dias após a aplicação, atingindo o auge da resposta em 3 semanas.
- a duração do efeito é variável e dose dependente. De 2 a 6 meses.
Efeitos adversos:
Efeitos colaterais sistêmicos são raros (fraqueza geral, náuseas e cefaléia).

ATROPINA (solução injetável de Sulfato de Atropina)
[ampolas de 0,25 e 1mg]
Ação: *antiespasmódico
Dose: 0,01mg/kg/dose, SC ou IM. (máximo de 0,4mg) A dose pode ser repetida de 4/4 ou 6/6 horas.
Efeitos adversos:
Boca seca, anidrose, febre, midríase, taquicardia, constipação, disúria, retenção urinária.
Observações:
- cuidado com insuficiência cardíaca.
- não usar com antiácido VO.

BIPERIDENO (Akineton)
[comprimidos de 2mg; drágeas de 4mg; ampolas de 5mg/ml]
Ação: *anticolinérgico; usado para reações extrapiramidais induzidas por drogas.
Dose:
- 0,04mg/kg/dose, IM, que pode ser repetido a cada 30 minutos se necessário (máximo 4 vezes em 24 horas).
- 1mg, 1 a 3 x/dia, VO.
Efeitos adversos:
- boca seca, sonolência, euforia, retenção urinária, hipotensão.
- cuidado com o glaucoma.

RIVASTIGMINA (Exelon, Prometax) transtornos da função cognitiva (Parkinson e Alzheimer)
[cápsulas de 1,5mg; 3mg; 4,5mg; 6mg]
Solução oral de 2mg/ml - frascos copm 120ml com seringa dosadora]
Ação:- inibidor da colinesterase
- usado nos transtornos da função cognitiva (ver ALZHEIMER em Condutas Clínicas)
Dose:
- distúrbios de memória (1,5mg 2 x/dia)
- se necessário, aumentar, após 2 semanas, para 3mg 2 x/dia.
- se necessário, aumentar, após 2 semanas, para 4,5mg 2 x/dia. Máximo de 6mg 2 x/dia.
Precauções:
- distúrbios de condução cardíaca (bloqueios)
- úlceras gastroduodenais.
- doença respiratória, retenção urinária, convulsões.
- usar durante a gravidez apenas se houver benefício evidente.
- não usar em nutrizes.
Efeitos adversos:
- náuseas, vômitos, diarréia, dor abdominal, perda do apetite, dispepsia, tontura, cefaléia.
- raramente angina, bradicardia, úlera gastroduodenal, síncope, erupções cutâneas.
- praticamente sem interações medicamentosas (com medicamnetos antidepressivos).

DONEPEZIL (Eranz) transtornos da função cognitiva (Parkinson e Alzheimer)
[comprimidos de 5 e 10mg]
Ação:- inibidor da colinesterase.
- usado nos transtornos da função cognitiva (ver ALZHEIMER em Condutas Clínicas)
Dose: - dose única diária (a noite) de 5mg/dia por 4 semanas (podendo-se elevar a dose até 10mg/dia).
- a melhora cognitiva ocorre com uma dose entre 5 e 10mg/dia (embora a diferença não tenha sido tão significativa entre aqueles tomando 5mg/dia daqueles tomando 10mg/dia).
Observação:
- a medicação não interfere com a evolução natural da doença. (pára a medicação, pára o efeito).
Efeitos adversos:
- o Donepezil parece ser bem tolerado pela maioria dos pacientes porém aqueles que estão recebendo doses de 10mg/dia relatam significativamente mais sintomas como diarréia, náuseas, vômito e cãibras.
- muita interação medicamentosa ( com fluoxetina, paroxetina, sertralina, tricíclicos, venlafaxina, reboxetina)

SELEGILINA (Niar, Jumexil, Elepril, Deprilan) (Parkinson e Alzheimer)
[NIAR, DEPRILAN: comprimidos de 5mg]
[JUMEXIL: drágeas de 5 e 10mg]
Ação: *dopaminérgico (inibe o metabolismo e a reabsorção da dopamina). Inibidor da MAO.
- usado no início do tratamento do Mal de Parkinson ou, mais tarde, associado com a levodopa; principalmente quando doses elevadas da levodopa trazem efeitos de flutuação (efeito on-off).
- usado para discinesias e acinesias.
Dose:
- dose usual no Mal de Alzheimer: 10mg/dia, de manhã.
- dose de manutenção no Mal de Parkinson: 10mg 2x/dia (caso esteja associado à levodopa, usar 5 a 10mg/dia).
Contra-indicações:
- não dar a pacientes com movimentos anormais.
- não dar a pacientes na fase "on", psicose grave ou demência profunda.
- não dar a pacientes com outras doenças extrapiramidais (tremor essencial hereditário; discinesia tardia; coréia de Huntington).
- não dar a pacientes grávidas ou amamentando.
Observações:
- evitar em pacientes com úlcera péptica ativa.
- potencializa os efeitos adversos da levodopa.
- *** a combinação com meperidina pode ser fatal ***.
- não usar com outros opiáceos.
Efeitos adversos:
- náuseas, tonturas, insônia, cólicas, confusão mental, delírios, ansiedade, cefaléia e hipotensão.
- aumento dos movimentos involuntários, distonias, arritmias, angina e edema dos msis.
- queda do cabelo e perda de peso, constipação, sudorese.
- pode desencadear crise de asma.

PRAMIPEXOL (Mirapex, Sifrol) (Parkinson - retarda uso de L-Dopa, aumenta fase ON e diminui fase OFF) (síndrome das pernas inquietas - 1ª escolha)
[MIRAPEX: comprimidos de 0,125mg; 0,25mg e 1,0mg]
[SIFROL: comprimidos (sulcados) de 0,25mg e 1,0mg]
Ação:
- dopaminérgico. Agonista pré e pós sináptico dos receptores D2 e D3 da dopamina.
- efetivo na forma de monoterapia nas fases iniciais do Mal de Parkinson. Pode postergar o uso da Levodopa.
- quando associado à Levodopa, possibilita a redução da dose desta além de reduzir os efeitos adversos da Levodopa como discinesias e distonias (que ocorrem após longo período de uso da Levodopa).
- quando associado à Levodopa, reduz a duração do tempo dos períodos em "off".
Dose:
- iniciar com 0,125mg 3x/dia.
- aumento gradual semanal (para evitar alguns efeitos adversos como hipotensão ortostática).
- na segunda semana, se necessário, aumentar para 0,25mg 3x/dia.
- se necessário, na terceira semana, aumentar para 2 comprimidos de 0,25mg 3x/dia (1,5mg/dia)
- (normalmente esta é a dose de manutenção)
- se ainda assim for necessário, fazer aumentos semanais de 0,75mg até o máximo de 1,5mg 3x/dia - (4,5mg/dia).
- caso a medicação tenha que ser suspensa, reduzir a dose progressivamente durante uma semana.
Observações:
- o PMP é predominantemente eliminado pela via renal.
- nos casos de insuficiência renal recomenda-se uma dose inicial de 0,125mg 1 a 3x/dia; com manutenção de 1,5mg 1 a 3x/dia.
- RANITIDINA, diltiazem, triamtereno, VERAPAMIL, DIGOXINA, procainamida, TRIMETOPRIMA, QUINIDINA e QUININO, diminuem a eliminação do PMP em até 20%. - O PMP pode diminuir a eliminação destas substâncias também.
- neurolépticos antagonistas da dopamina podem diminuir o efeito do PMP.
- não interage com a SELEGILINA (dopaminérgico; inibe o metabolismo e a reabsorção da dopamina). - (Inibidor da MAO).
Efeitos adversos:
- mais comumente: náuseas, tonturas, sonolência, insônia, constipação, astenia e alucinações.
- menos comuns: hipertonia, boca seca, amnésia e polaciúria (freqüência urinária).

ENTACAPONE (Comtan) (Parkinson - retarda uso de L-Dopa, aumenta fase ON e diminui fase OFF)
[comprimidos de 200mg]
Ação: coadjuvante no tratamento com a levodopa/benserazida (Prolopa) (aumenta a biodisponibilidade)
Dose: junto com a Prolopa (dose máxima recomendada é de 200mg 10 x/dia)

ACETAZOLAMIDA (Diamox)
[comprimidos de 250mg]
Ação: *diurético, auxilia na terapia anticonvulsivante, glaucoma e hidrocefalia.
Dose: 8 a 30mg/kg/dia, ÷ em 6/6 horas ou 8/8 horas, VO.
Efeitos adversos:
- acidose, sonolência (em altas doses), parestesias, poliúria, confusão mental, urticária, melena, hematúria, glicosúria, paralisias e convulsões.

MANITOL 20%
Dose:
- 0,5 a 1g/kg/dose a cada 4/4 horas, nas primeiras 24h. [ou 100ml EV 4/4h, 90 gotas por minuto]
- 1g/kg/dia, ÷ em 5/5 horas, nos dias subseqüentes. (ou 0,25 a 1g/kg/dose, de 4/4 ou 6/6 horas)
Efeitos adversos:
- cefaléia, náuseas, vômitos, calafrios, polidipsia, letargia, confusão mental, taquicardia, hipertensão pulmonar, distúrbio hidroeletrolítico.
- aumenta a toxicidade dos digitálicos.

PENTOXIFILINA (Trental, Pentox)
[drágeas ou comprimidos de 400mg; ampolas de 100mg/5ml (20mg/ml)]
Ação: hemorreológico
Uso: - VO: 1 comprimido, 2 a 3 vezes por dia (após as refeições)
- manutenção com 1 comprimido por dia.
- EV: 2 ampolas em 250ml de SF 0,9%, 2x/dia
- (ou mais vezes por dia, desde que não ultrapasse 1.200mg/dia - em geral, 0,6mg/kg/hora)
Efeitos adversos
- aumenta os efeitos dos anti-hipertensivos e hipoglicemiantes (insulina e orais).
- pode piorar arritmias.
- é preciso diminuir a dose nas insuficiências renais e hepáticas.
- aumenta os níveis de teofilina.
- pode dar repleção epigástrica, náuseas, vômitos, diarréia. Vertigens e cefaléia.

TICLOPIDINA (Ticlid, Plaketar)
[comprimidos de 250mg]
Ação: antiagregante plaquetário.
Dose: 1 a 2 comprimidos por dia, durante as refeições.
Observações: pode interagir coma teofilina.

CINARIZINA (Stugeron)
[comprimidos de 25 e 75mg]
Ação:
- bloqueador do Ca nas células da musculatura lisa (arteríolas).
- vasculopatias periféricas e cerebrais, vertigens, cinetose tonturas e náuseas.
Dose:
- para circulação cerebral: 1 comprimido (25mg) 3x/dia ou 1 comprimido (75mg) 1x/dia.
- para circulação periférica: 2 a 3 comprimidos (25mg) 3x/dia ou 2 a 3 comprimidos (75mg) 1x/dia.
- para distúrbios do equilíbrio: 1 comprimido (25mg) 3x/dia ou 1 comprimido (75mg) 3x/dia
- para cinetoses: 1 comprimido (25mg) 30 a 60 minutos antes de iniciar a viagem.
Observação:
- tomar preferivelmente após as refeições.
Efeitos adversos:
- sonolência.

CINARIZINA + PIRACETAM (Exit) (mioclonia de ação pós-anóxica [ S. Lance-Adams])
[comprimidos com 25mg de cinarizina + 400mg de piracetam]
Ação: profilaxia e tratamento das disfunções vasculares cerebrais (vertigens, zumbidos, distúrbios do equilíbrio e outros).
Dose (adulto): 1 comprimido 3x/dia.

NICERGOLINA (Sermion)
[comprimidos de 10 e 30mg]
Ação: vasodilatador (cerebral)
Dose: 1 a 2 x/dia

DIIDROERGOCRISTINA (Iskemil)
[comprimidos de 3mg; cápsulas de 6mg]
Ação: carência dopaminérgica e moléstias cerebrovasculares crônicas (vertigem, dist. De memória, dificuldade de concentração e variação do humor).
Dose: 1 comprimido 2x/dia; ou 1 cápsula 1x/dia, a noite.
Efeitos adversos: hipotensão nas superdosagens.

BENCICLANO (Fludilat, Fludilat retard)
[comprimidos de 100 e 200mg]
Ação: vasodilatador, antiagregante plaquetário, facilita o fluxo sangüíneo.
Dose:
- 1 comprimido 3x/dia (ou 1 comprimido retard 2x/dia)
Observações:
- contraindicado nas insuficiências cardíacas decompensadas, insuficiência renal ou hepática e BAV.
- potencializa o efeito dos tricíclicos.

GINKGO BILOBA egb 761 (Tebonin, Tanakan, Ginkoba, Dinaton, Equitam)
[TANAKAN: comprimidos de 40mg; TANAKAN F: comprimidos de 80mg]
[TEBONIN: comprimidos de 40e 80mg; TEBONIN SOLUÇÃO ORAL: 40mg/ml (gotas)]
[GINKOBA: comprimidos de 40 e 80mg]
[EQUITAM: comprimidos de 80mg]
Ação:
- melhora a perfusão vascular.
- vertigens, zumbidos, distúrbio do equilíbrio, perda da memória e doença de Reynaud.
Efeitos adversos (raros): lipotímia e reações cutâneas.
Dose:
TANAKAN 40 ou GINKOBA 40: 1 comprimido 3 a 4 x/dia - \
TANAKAN F ou GINKOBA 80: 1 comprimido 1 a 2 x/dia - / (antes das refeições)
TEBONIN 40: 1 comprimido 3x/dia ou 2 comprimidos 2x/dia - \
TEBONIN 80: 1 comprimido 2x/dia - > (durante as refeições)
TEBONIN SOLUÇÃO ORAL: 1ml 3x/dia ou 2ml 2x/dia - /
BROMOCRIPTINA (Parlodel SRO) (síndrome das pernas inquietas)
[comprimidos de 2,5 e 5mg]
Ação:- dopaminérgico, inibidor da prolactina.
- Na síndrome das pernas inquietas, é preferível usar PERGOLIDA (0,05 a 1,0mg) que a BROMOCRIPTINA, pois tem um efeito mais duradouro.
Dose: 1,25 a 40mg/dia. Aumentos semanais se necessário. Tomar preferencialmente após as refeições.
Efeitos adversos:
- náuseas, vômitos, fadiga, tontura, sonolência, cefaléia, hipotensão ortostática, confusão mental, excitação psicomotora, alucinações, constipação, boca seca, cãibras, hipotermia nas mãos e pés.
- na terapia prolongada pode ocorrer derrame pleural e fibrose retroperitoneal.
Observações:
- interage com eritromicina e josamicina. Ocorre aumento dos níveis séricos da bromocriptina.
- não usar com alcalóides do Ergot.

AMANTADINA (Mantidan) (Parkinson) [receituário carbonado]
[comprimidos de 100mg]
Dose: 100 a 200mg/dia
Contra-indicações:
- úlcera gastroduodenal e epilepsia
Efeitos adversos:
- ansiedade, hipotensão postural, retenção urinária, vertigens, depressão, boca seca, confusão mental.


AZATIOPRINA (Azatioprina, Imuran, Imunen)
[comprimidos de 50mg]
Ação: imunossupressor.

STREPTOQUINASE (Streptase, Kabikinase)
[ampolas com 250.000; 750.000 e 1.500.000 U]
Ação: trombolítico de ação imediata.
Usado no IAM, trombose venosa profunda, embolia pulmonar, trombose arterial periférica aguda ou subaguda e doença arterial oclusiva crônica.
Precauções:
- cuidado em situações de possíveis hemorragias; sondagem vesical de demora ou entubação; cirurgias recentes (pós-operatório até 10 dias); trauma recente (incluindo reanimação cardiopulmonar) aborto ou parto recente.
- cuidado com as primeiras 18 semanas de gravidez.
Dose:
- qualquer tipo de esquema não deve ser usado por mais de 5 dias.
- IAM: (ver IAM em Condutas Clínicas)
- trombose de veias e artérias periféricas: dose inicial de 250.000 U em 30 minutos e manutenção de 1.500.000 U por hora durante 6 horas. Se não houver sucesso o esquema pode ser repetido no dia seguinte.
Efeitos adversos:
- febre, calafrios, cefaléia, sintomas gastrointestinais, exantema, lombalgia e dores musculoesqueléticas.
- hipotensão, taquicardia ou bradicardia.
- reações alérgicas.

MEBENDAZOL - THIABENDAZOL (Helmiben - NF)
[comprimidos de 200/332mg]
Ação:
- Trichiuris trichiura, Enterobius vermicularis, Ascaris lumbricoides, Necator americanus, Taenia saginata e solium, Echinoccocus granulosus e outros.
- larva migrans cutânea.
- na triquinose o HELMIBEN - NF pode aliviar os sintomas como a febre e reduzir a eosinofilia durante o estágio de invasão. Seu efeito sobre a larva da Trichinella spiralis que tenha migrado para o músculo não é consistente e eficaz.
Contra-indicações:
- contra-indicado durante gravidez e lactação.
Precauções:
- HELMIBEN - NF não foi profundamente estudado em crianças menores de 5 anos.
- cristalúria com ou sem hematúria tem sido relatada após descontinuação da terapia em pacientes com disfunção renal ou hepática.
Dose:
ADULTOS: 1 comprimido, 2x/dia por 3 dias.
CRIANÇAS: 5 a 10 anos: ½ comprimido , 2x/dia por 3 dias.
- 11 a 15 anos: ½ comprimido, 3x/dia por 3 dias.
** mastigar ou engolir os comprimidos **
Efeitos adversos:
- pode causar sonolência em alguns pacientes.
- anorexia, náusea, vômitos, tonturas. (reações mais comuns)
- dor abdominal, diarréia, sonolência e prurido. (reações menos comuns)
- reações de hipersensibilidade como: febre, calafrios, rubor facial, congestão conjuntival, erupções cutâneas, linfadenopatias e eritema multiforme.
- raramente podem ocorrer: zumbido, visão turva, hiperirritabilidade, enurese, hiperglicemia, hipotensão, colestase, leucopenia transitória.

ALBENDAZOL (Zentel, Parasin, Alin)
(ver "antifúngicos, antimicóticos, parasiticidas")

CLOTRIMAZOL (Canesten)
[creme e líquido]

LEVONORGESTREL (Postinor 2) [contracepção de emergência]
[comprimidos de 0,75mg e 2mg]
Ação: contracepção de emergência
Dose: - comprimidos de 0,75mg: 1 comprimido de 12/12 horas
- comprimido de 2mg: 1 comprimido, dose única
Observação:
- Se ingerida a primeira dose até 24 horas após a relação não protegida, pode haver uma eficácia de 95%.
- Se ingerida a primeira dose entre 48 e 72 horas a eficácia cai para 58%.
Efeitos aadversos:
- náuseas, vômitos (ou outros efeitos gastrointestinais), cefaléia.
- fazer tratamento sintomático
RILUZOL (Rilutek) [Esclerose Lateral Amiotrófica - ELA]
[caixa com 56 comprimidos de 50mg]
Ação: modo de ação desconhecido (possivelmente retarda a morte do neurônio)
Observações :
- liga-se 95% às proteínas plasmáticas.
- metabolização hepática.
- alimentos ricos em gorduras diminuem ou retardam a absorção.
- fumantes eliminam o RILUZOL mais rapidamente.
- é preciso fazer exames de provas de função hepática regularmente. (TGO,TGP, bilirrubinas, GGT)
- se bilirrubinas ficarem elevadas, parar com o RILUZOL.
- a eliminação do RILUZOL é diminuída pela cafeína, teofilina, amitriptilina e quinolonas.
- a eliminação do RILUZOL é aumentada pelo cigarro, rifmpicina e omeprazol.
Dose:
- 1 comprimido de 12/12 horas ( 1 hora antes ou 2 horas após refeições)
- [não há benefício com doses maiores; aumentam apenas os efeitos adversos]
Efeitos adversos:
- fraqueza, náusea, tonturas, redução da função pulmonar, diarréia, dores abdominais, vômitos, vertigens, alterações da sensibilidade perioral, perda do apetite, sonolência, cefaléia, constipação, alucinações, agitação e tremor.

ENOXEPARINA (Clexane)
[seringa pré-enchida com 20mg, 40mg, 60mg, 80mg, 100mg]
Ação: prevenção e tratamento de TVP; embolia pulmonar
Contra-indicações:
- endocardite bacteriana.
- alterações da hemostasia e trombocitopenia.
- úlcera gastroduodenal ativa.
- AVC.
- associações com antiplaquetários (ticlopidina, salicilatos e dipiridamol), e AINH
- hemorragia ativa de grande porte.
Dose:
- PROFILAXIA DO TROMBOEMBOLISMO EM PACIENTES DE RISCO MODERADO:
- dose única diária de 20mg SC
- PROFILAXIA DO TROMBOEMBOLISMO EM PACIENTES DE ALTO RISCO:
- dose única diária de 40mg SC
- ANGINA INSTÁVEL, IAM e TRATAMENTO DE TVP
- 1mg/kg, 12/12 horas, SC (sempre associado à AAS 100 a 325mg, 1 x/dia, VO)

DISSULFIRAM (Antietanol)
[comprimidos de250mg]
Ação: usado em pacientes alcoolistas. O paciente sente calorões e mal-estar se usar bebida alcoólica.
Dose: 1 comprimido após o almoço.


OXIMETAZOLINA (Freenal, Afrin)
[solução nasal e frasco nebulizador]
Ação: *descongestionante nasal e nasofaríngeo, *simpticomimético (não dá taquicardia).
Observações:
- NÃO USAR EM MENORES DE 6 ANOS.
- usar com cautela em pacientes com coronariopatias, HAS, diabéticos e hipertireoideus.
Dose:
- uma nebulização em cada narina 1 a 2 (máximo 3) vezes por dia.

FENOXAZOLINA (Aturgyl)
[solução nasal com gotejador: ADULTO (1mg/ml) e INFANTIL (0,5mg/ml)]
Ação: simpaticomimético, vasoconstrictor; de efeito rápido e prolongado (7 a 9 horas)
Observações:
- contra-indicado para pessoas com glaucoma de ângulo fechado.
- não usar por tempo prolongado.
- cuidado com hipertensos, cardiopatas e hipertireoideus.
- não usar com medicação IMAO.
- pode ser administrado com aerosóis.
Dose:
- CRIANÇAS: 2 a 4 instilações diárias.
- ADULTOS: 2 a 4 instilações de 2 gotas, por dia.

LORATADINA + PSEUDOEFEDRINA (Loranil D, Loremix D)
[comprimidos: loratadina 5mg + sulfato de pseudoefedrina 120mg; xarope: 1mg + 12mg / ml]
Ação: anti-histamínico e descongestionante
Contra-indicações:
- uso de IMAO há menos de 10 dias. (uso concomitante com IMAO aumenta PA)
- hipertrofia prostática.
- glaucoma.
- diabete e hipertireoidismo.
- cuidado com gestantes; evitar em nutrizes.
- evitar em pacientes que estejam usando DIGOXINA.
Dose:
- ADULTOS e acima de 12 anos (> 30kg): - 1 comprimido de 12/12 horas
- CRIANÇAS de 6 a 12 anos (> 30kg): - 5 ml de 12/12 horas.
- CRIANÇAS de 6 a 12 anos (< 30kg): - 2,5ml de 12/12 horas.

FENILEFRINA (Dimetapp) * (proibido)
[1 comprimido - bromofeniramina - 4mg
5ml (líquido) - fenilefrina - 5mg
40 gotas - fenilpropanolamina - 5mg]
Ação: *descongestionante nasal (por via oral) e *anti-histamínico
Observação:
- não usar em pacientes com asma, DPOC, HAS, cardiopatias, diabéticos, pacientes com glaucoma e com hiperplasia prostática.
Dose:
2 a 6 anos: - 2 gotas/kg 3x/dia
6 a 12 anos: - ½ copo medida 3 a 4 x/dia
Maiores de 12 anos: 1 a 2 copos medida 3 a 4 x/dia
*** não mais que 6x/dia ***
Efeitos adversos:
- taquicardia, sonolência, tonturas, náuseas, vômitos, cefaléia, ansiedade (irritabilidade nas crianças), insônia, anorexia e boca seca.

FENILEFRINA + FENILPROPANOLAMINA (Decongex plus)
Substância - comprimido - 5ml de xarope - 1ml (20 gotas)
Bronfeniramina - 12mg - 2mg - 2mg
Fenilefrina - 15mg - 5mg - 2,5mg
Ação: descongestionante nasal nos resfriados comuns, sinusites e rinites
Observações:
- não usar no primeiro trimenstre da gravidez.
- não usar em pacientes hipertensos graves.
- não usar em diabéticos, coronariopatias severas, hipertireoidismo e glaucoma.
- não usar em pacientes com hipertrofia de próstata.
- evitar ingestão de álcool.
- nas superdosagens induzir vômito.
Dose:
- ADULTOS:- 1 comprimido 2x/dia
- 1½ a 3 copos-medida (15 a 30ml), 4x/dia
- CRIANÇAS:- ¼ a ½ copo-medida (2,5 a 5ml), 4x/dia
- 2 gotas/kg/dia, ÷ em 3x/dia (dose máxima diária de 60 gotas)

BECLOMETASONA (Beclosol spray)
[bombinhas de aerosol pressurizado]
Ação: *broncodiatador
Dose:
CRIANÇAS: 1 a 2 inalações (aplicações) 3 a 4x/dia
ADULTOS: 2 inalações (aplicações) 3 a 4x/dia
Efeitos adversos:
- pode levar à candidíase oral.

SALBUTAMOL (Aerolin)
[spray: 100µg/dose; comprimidos: 2 e 4mg; xarope e solução oral (edulito): 2mg/5ml;
Solução para nebulização: 5mg/ml (20gts); injetável: 0,5mg (500µg)/1ml]
Ação: *broncoespasmo, *asma brônquica, *trabalho de parto prematuro (não complicado)
Observações: não usar com betabloqueadores.
Dose:
- spray: - ADULTOS: - 1 a 2 inalações por aplicação. Repetir se necessário a cada 4 horas.
- 2 inalações antes do exercício.
- CRIANÇAS: - 1 inalação por aplicação. Repetir se necessário a cada 4 horas.
- 2 inalações antes do exercício.
- comprimidos, xarope, solução oral: - ADULTOS: 2 a 4mg, 3 a 4x/dia.
- CRIANÇAS: 1 a 2mg, 3 a 4x/dia.
- injetável:- (para broncoespasmo e crise asmática, ver DEF)
- para controlar trabalho de parto prematuro não complicado:
- diluir 10 ampolas em 500ml de SF 0,9% (=10µg/ml)
- infundir, gota a gota, 1ml (20gts)/min.
- aumentar 10µg (1ml) a cada 10 minutos até os primeiros sinais de resposta e então diminuir o gotejo até a cessação das contrações.
- não deixar a FC passar de 140bpm.
Efeitos adversos:
Tremor fino de extremidades, taquicardia, cefaléia.

FORMOTEROL (Foradil)
[cápsulas e aerosol]
Ação: *broncodilatador.
FENOTEROL (Berotec)
[BEROTEC 100: 0,1mg/dose (de aplicação)]
[BEROTEC 200: 0,2mg/dose (de aplicação)]
[BEROTEC GOTAS: 5mg/ml (20 gotas) (0,25mg/gota)]
[BEROTEC XAROPE ADULTO: 5mg/10ml]
[BEROTEC XAROPE PEDIÁTRICO: 2,5mg/10ml]
Ação: *broncodilatador
Dose:
VO: - ½ a 1 copo medida, 3x/dia
INALAÇÃO: menor de 7 anos (ou menos de 25kg): - 1 gota/3kg em 2 a 5ml de SF, 3x/dia
- maior de 7 anos (ou mais de 25kg): - 8 a 10gts em 5ml de SF, 3x/dia
(duração da inalação: 5 minutos)
(se necessário a inalação pode ser repetida 30 minutos após a 1ª. A próxima não deve ser feita antes de 3h.)
AEROSOL (manutenção): 1 dose 3x/dia

IPRATRÓPIO, brometo de (Atrovent)
[solução para inalação 0,025% = 0,25mg (20gts)]
Ação: *broncodilatador preventivo (usar sempre com Berotec)
- ** ver CRISE DE BRONCOESPASMO em Condutas Clínicas **
Observações:
- cuidado com glaucoma e ICC.
- não misturar com cromoglicato (dar separado).
- potencializa o efeito do Berotec e da Aminofilina.

TERBUTALINA (Bricanyl broncodilatador)
[comprimidos de 2,5mg; xarope de 0,3mg/ml (contém açúcar)]
Ação: *broncodilatador, agonista adrenérgico beta - 2
Dose:
ADULTOS: - 3 a 4,5mg (10 a 15ml) 3x/dia ou 1 comprimido 3x/dia
CRIANÇAS: - 0,075mg (0,25ml)/kg, 3x/dia
Observação: cuidado no 1° trimestre da gravidez e cardiomiopatia hipertrófica.
Efeitos adversos:
- hiperglicemia, cefaléia, tremor, taquicardia discreta e palpitações.

ACEBROFILINA (Brondilat)
[BRONDILAT: xarope de 50mg/5ml (frasco com 120ml) copo medida = 10ml] (tem teofilina e ambroxol)
[BRONDILAT PEDIÁTRICO: xarope de 25mg/5ml]
Ação: *broncodilatador e fluidificante
Dose:
- 1 copo medida de 12/12 horas.
Observações:
- cuidado com HAS e cardiopatas.
- evitar em pacientes epilépticos e naqueles com úlcera péptica.
- interage com CBZ, PHT, PB e Lítio.
-a eritromicina, cimetidina e alopurinol retardam a eliminação do componente da teofilina.

ACETILCISTEÍNA (Fluimucil oral)
[envelopes com 100mg (infantil); 200mg (adulto)]
[FLUIMUCIL 10%: ampolas de 300mg/3ml (100mg/ml); FLUIMUCIL 20%: ampolas de 2ml (200mg/ml)]
Ação: *mucolítico; aumenta a viscosidade.
Dose:
- dissolver 1 envelope em 1 copo de água ou suco, 2 a 3x/dia.

CARBOCISTEÍNA (Mucofan, Mucoflux)
[xarope adulto: 250mg/5ml; xarope pediártico: 100mg/5ml; MUCOFAN gotas: 50mg/ml]
Ação: mucolítico
Dose:
- ADULTO (e crianças acima de 12 anos):
- 1 a 1½ copo medida (10 a 15ml), 3x/dia
- [quando estiver melhor, reduzir para ½ copo medida (5ml), 3x/dia]
- CRIANÇAS (de 2 a 5 anos):
- ¼ a ½ copo medida (2,5 a 5ml), 3x/dia [ou 5mg/kg, 3x/dia]
- ou MUCOFAN gotas: 2gotas/kg, 3x/dia
- (de 6 a 12 anos):
- ½ a 1 copo medida (5 a 10ml), 3x/dia
Efeitos adversos:
- epigastralgia, náuseas, vômitos e diarréia.
- cefaléia, tontura, palpitações.
Contra-indicação:
- úlcera péptica.

AMBROXOL (Mucolin, Mucosolvan)
[xarope adulto: 30mg/5ml; xarope pediátrico: 15mg/5ml; gotas: 7,5mg/ml
- (MUCOLIN: 20gts/ml; MUCOSOLVAN: 25gts/ml)]
Ação: mucolítico
Dose:
- ADULTO: - iniciar com 5ml, 8/8 horas; manutenção com 5ml, 12/12 horas.
- CRIANÇAS:
- (até 2 anos):- 2,5ml de 12/12 horas
- 1 gota/kg, 8/8 horas (máximo de 40 ou 50 gotas, respectivamente)
- (2 a 5 anos): - 2,5ml de 8/8 horas.
- (5 a 10 anos): - 5ml de 8/8 horas.
- inalação com MUCOSOLVAN:
- (adultos e crianças acima de 5 anos): 50 a 75 gotas (2 a 3ml), 1 a 2 inalações por dia.
- (crianças menores de 5 anos): 50 gotas (2ml), 1 a 2 inalações por dia.
Efeitos adversos:
- pirose, dispepsia, náuseas e vômitos.

Um comentário:

Taís Fernandes disse...

FLORATIL não é antidiarréico!

Ele é apenas reconstrutor da FLORA INTESTINAL, tomar FLORATIL e beber muita água por 05 dias, que é o tempo da diarreia e que a flora intestinal leva para se recompor é a mesma coisa!

Ou seja, gastar dinheiro com FLORATIL e beber aguá, é melhor beber agua!